23 de fevereiro de 2015

Em Salgueiro, 2,5 mil trabalhadores são demitidos das obras de transposição


Acusada de envolvimento na Operação Lava Jato, a construtora Mendes Júnior está demitindo em Pernambuco. A Lava Jato apura irregularidades num esquema de propina milionária realizado pela Petrobras. Segundo empresários do setor da construção civil, a Mendes Júnior demitiu cerca de 2,5 mil trabalhadores que foram contratados para trabalhar nas obras da Transposição do Rio São Francisco na cidade de Salgueiro e proximidades. Salgueiro está localizada no Sertão Central de Pernambuco.

Ainda de acordo com empresários do setor, as obras da transposição estão desacelerando porque o governo federal deixou de pagar pelos serviços que foram realizados. Em construção desde 2007, a transposição já ficou parada muitas vezes por causa de falta de pagamento e desentendimento sobre o preço final dos serviços, como ocorreu pela última vez em 2013.

A transposição consiste na construção de dois grandes canais que vão levar a água do Velho Chico para os Estados de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará.

( Jornal do Commercio)

TCE atua na melhoria da educação dos municípios‏


O Tribunal de Contas assinou, com as prefeituras de Agrestina, Ipojuca e Tacaimbó, três Termos de Ajuste de Gestão (TAG's) com o objetivo de implantar melhorias na área de educação dos municípios. Ferramenta de controle externo, o TAG vem sendo adotado pelo TCE desde 2013 para verificar a correta aplicação de recursos nas diversas áreas sociais, sob responsabilidade do poder público municipal.

Segundo o responsável pelos processos, o conselheiro Ranilson Ramos, o Tribunal pretende eleger municípios em todas as regiões para servir de exemplo a outras cidades. "Os TAG's para educação municipal pretendem, após intervenção dos trabalhos de auditoria do Tribunal, propor ações educacionais para a melhoria de itens como merenda escolar, transporte de alunos, melhorias de instalações das unidades de ensino, dentre outros tópicos", afirmou o conselheiro Ranilson Ramos.

No último dia 10, a Primeira Câmara do TCE julgou regular, com ressalvas, o TAG assinado com a prefeitura de Ipojuca. Segundo o voto do relator, conselheiro Ranilson Ramos, a prefeitura deixou de cumprir apenas uma ação dentre os 12 itens propostos, relativamente ao transporte escolar do município. As medidas corretivas previam que o município designasse uma equipe de fiscalização do serviço, com a implantação de uma sala de controle e monitoramento, instalação de ouvidoria e informações completas sobre a empresa contratada, cadastro dos motoristas e implantação de GPS nos veículos utilizados no transporte escolar, municipal.

As outras duas cidades não tiveram seus TAG's julgados pelo TCE. O documento assinado com a prefeitura de Tacaimbó prevê uma vistoria em todas as escolas, levantamento do quantitativo de merendeiras que participariam de capacitação e elaboração de cronograma de licitação para contratação da empresa responsável pela merenda. O Termo assinado com a prefeitura de Agrestina, exige melhorias na merenda e na rede física das escolas.

Segundo Ranilson Ramos, “o TAG representa efetivamente um importante instrumento legal de parceria e mediação junto aos gestores municipais. É um compromisso que contribui para novas práticas de gestão, corrigindo e orientando melhorias para o bem do cidadão”, destacou o conselheiro

Arcoverde: Concursados da Saúde começam a trabalhar a partir desta terça-feira (24)


A prefeita de Arcoverde, Madalena Britto, recebeu nesta segunda-feira, dia 23, pela manhã, os concursados na área de saúde, em reunião no auditório da AESA. Para a gestora, a conclusão deste processo – que começou no início do ano passado e está sendo concluído agora com o encaminhamento dos profissionais para os devidos setores – faz parte de um propósito maior: oferecer, cada vez mais, qualidade e humanização na saúde à população da cidade.

“Desde que assumimos a Prefeitura, nosso compromisso sempre foi de melhorar a saúde e a educação da cidade. Progredimos bastante, mas sabemos que precisamos avançar ainda mais. Identificamos logo a necessidade de fazer um concurso público para atender as áreas mais necessitadas, sobretudo a saúde, educação e assistência social. Nós recebemos e acatamos as orientações do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco e fizemos o concurso de acordo com a lei”, explicou Madalena.

Ela propôs aos novos funcionários que procurem dar o melhor de si, para fazer de Arcoverde a cidade referência na área de saúde. “Nós sempre investimos na humanização do atendimento a cada paciente. Agora queremos mais. Com a chegada dos 130 concursados empossados esperamos que cada um de vocês entre na Prefeitura com a consciência de fazer tudo certo e que tenhamos cada vez mais, resultados positivos”, disse a prefeita.

Estavam presentes ao evento, os vereadores Sargento Siqueira, Célia Cardoso, Luíza Margarida, Paulo Wanderley, Warley Amaral, Cleriane Medeiros e Djanira Brito. Também fizeram parte da mesa, a secretária de Saúde, Andreia Britto; o secretário de administração, Aloisio Brito; o presidente da AESA, Roberto Coelho; o assessor jurídico da Prefeitura, Pedro Melchior; a coordenadora da Atenção Básica à Saúde, Renata Remígio; e o coordenador da Atenção a Saúde de Média Complexidade, Fábio Souza.

Célia Cardoso falou em nome de todos os vereadores presentes. Ela ressaltou o desgaste de se fazer um concurso público e da importância dele ter sido feito. “Nós vereadores estamos recebendo muitos telefonemas. Eu mesma recebi mais de 200 ligações. Mas eu já tinha avisado a todo mundo para fazer o concurso e estudar. Teve quem veio me pedir um jeitinho, mas eu disse que o concurso da Prefeitura de Arcoverde foi feito com lisura e a coragem da prefeita Madalena, que cumpriu com o que a Constituição manda”.

Fotos: David Mayer

Regionais sertanejas se destacaram com baixos índices de criminalidade. Custódia está na sexta posição

pe_mapa
Mapa da criminalidade: Sertão com áreas entre as menos violentas

AIS  de Salgueiro, Afogados, Serra, Petrolina  e Arcoverde se destacaram entre as dez com menor taxa de homicídio
No mapa da criminalidade em Pernambuco, os municípios de Jaboatão dos Guararapes e Cabo de Santo Agostinho, ambos na Região Metropolitana do Recife, constituem o maior foco de incidência de assassinatos e, no ano passado, contabilizaram 452 vítimas, representando 13% de todos os crimes violentos letais intencionais (CVLIs) do Estado.
Na outra extremidade, Salgueiro abandona de vez o rótulo de “capital do Polígono da Maconha”, embora ainda se cultive ilegalmente a erva na região, e caminha para ser a única cidade pernambucana de médio ou grande porte com a taxa de homicídio dentro da faixa que a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera aceitável, de dez homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes. No ano passado, foram sete vítimas na cidade, com quase 60 mil habitantes.
Neste levantamento, pela ordem, as Áreas Integradas de Segurança com a menor taxa de homicídios em Pernambuco estão no Sertão do Estado. A AIS 23 (Salgueiro) é a primeira com índice 11,26. Ou seja, para cada grupo de 100 mil habitantes, proporcionalmente foram registradas 11,26 mortes. Fazem parte da área outras cidades como Cedro, Mirandiba, Parnamirim, Serrita, Terra Nova e Verdejante.
O segundo lugar é da AIS 20, que tem sede em Afogados da Ingazeira e conta também com as cidades de Brejinho, Carnaíba, Iguaraci, Ingazeira, Itapetim, Quixaba, Santa Terezinha, São José do Egito, Solidão, Tabira e Tuparetama. As cidades tiveram índice 14,12.
A regional de Petrolina é a quinta, com índice 23,97. Integram a regional cidades como Afrânio  Dormentes.
Arcoverde (AI-19), que ainda integra as cidades de Buíque, Custódia, Manari, Pedra, Setânia, Tupanatinga e Venturosa ficou na sexta posição com índice 24,29.

A Regional de Serra Talhada ficou em décimo lugar, com índice 29,50. A AIS 21 abrange também as cidades de Betânia, Calumbi, Flores, Santa Cruz da Baixa Verde, São José do Belmonte e Triunfo. O índice poderia ser menor, mas os homicídios em Serra Talhada puxaram pra cima o dado.
Cidades mais tranquilas de Pernambuco: segundo levantamento da SDS, pela ordem, as cidades de Afogados da Ingazeira (2,78), Flores (4,40), Manari (4,82), Afrânio (5,34), Sertânia (5,79), Cabrobó (6,12), Iguaraci (8,41) e Orobó (8,69) estão entre as dez cidades pernambucanas com as menores taxas de homicídio em 2014.
SEM MORTES - Sete cidades pernambucanas, todas de pequeno porte, não registraram assassinatos em 2014, fazendo com que a taxa de homicídio ficasse em zero. O município de Terra Nova, no Sertão, é o que tem a maior população (pouco mais de 10 mil, segundo o IBGE) e pertence à Área Integrada de Segurança de Salgueiro, ajudando a AIS-23 a ter a menor taxa do Estado.

Conselho Municipal de Segurança conta com apoio incondicional do Poder Judiciário


O recém-empossado juiz titular da Comarca de Custódia, Paulo Rodrigo de Oliveira Maia, participou da reunião extraordinária do Conselho Municipal de Segurança (COMSEC) e o Comitê de Resolução de Conflitos da Escola Municipal Manoel Rodrigues com o objetivo de discutir os pontos traçados na pauta sendo o assunto de mais relevância a violência envolvendo jovens e adolescentes.

O magistrado, Paulo Rodrigo, explanou que a violência praticada por alunos reflete a ausência do Estado (União, Estados e Municípios) o que provoca muitas vezes a desestruturação das famílias. “Precisamos de ter em mãos o Plano Individual de Atendimento (PIA) sem o qual ficamos impossibilitados de concluir demandas envolvendo menores e adolescentes”, disse Paulo.

O Plano Individual é um documento fornecido pela Secretaria de Ação Social que vai ter até o dia 17 de março para fornecer a documentação para o juiz. O magistrado cobrou também a regularização do abrigo de crianças Dom Hélder para que seja institucionalizado com CNPJ de forma que arque com suas próprias despesas.

Na ocasião a presença da sociedade civil organizada com a parceria do Poder Judiciário, do Poder Legislativo (representado pelo Vereador Gilberto Belchior) e o Poder Executivo (representando o Prefeito Luiz Carlos, o Secretário de Administração Cristiano Dantas) são determinantes para atuar ativamente no COMSEC

Ascom PMC

Vereador Paulino Avícola mantém pré-candidatura a prefeito


O vereador Paulino Avícola (SDD) vem mantendo a sua pré-candidatura a prefeito do município de Custódia para a eleição do próximo ano. No seu terceiro mandato de vereador, Paulino tem relevantes serviços prestados ao município, e quer continuar seu trabalho em favor do povo. Além de Paulino, ventilam os nomes de Neguinho da Maravilha, Iolanda de Alzira (PSB), Manuca (PRP) e ainda o do ex-prefeito Nemias Gonçalves (PSB). Paulino declarou ao blog que apoia qualquer outro nome da oposição, desde que seja comprovado MAIOR ACEITAÇÃO entre os munícipes. “Meu nome está colocado na discussão, não tenho objeção nenhum companheiro, se porventura qualquer um deles aparecer bem nas pesquisas, eu retiro meu nome da discussão para apoiá-lo”, explicou. (Itamar França)



Vereador Cicinho visita escritório do IPA

Animado com as chuvas, principalmente no município de Custódia, o Ex secretário de Agricultura, vereador Cicinho, visitou nesta manhã, o escritório do IPA, para obter informações a respeito da horas/máquinas e sementes. 

“Devido as chuvas que tem chegado no município, ainda que poucas, mas já agradecemos a Deus, procurei o escritório do IPA, para colher informação e pedir agilidade no que diz respeito ao programa Terra Pronta e Distribuição de sementes. 

Conversei com Alencar, o mesmo disse, que até o momento, não chegou nada que pudesse dar uma garantia real para o funcionamento dos programas, mas, está solicitando dos presidentes das associações, a listagem das pessoas que se enquadram nos programas, para que, caso venha a funcionar este ano, já estaremos prontos a fornecer relação dos nossos agricultores a serem beneficiados com as demandas.

Vereador Cicinho de Almeira

22 de fevereiro de 2015

Domingo é marcado por muita chuva e um incêndio em Custódia

vídeo: Guttemberg Siqueira

foto: Cicinho Almeida

Domingo foi marcado por um misto de alegria devido as fortes chuvas no município, e um misto de desespero para moradores da rua José Estrela, no centro da cidade. Pouco depois das 13h, um incêndio numa oficina, onde tinham geladeiras e botijões, causou pânico aos moradores da localidade, várias explosões e tremores foram sentidos. Com ajuda de moradores, policiais do município, um caminhão pipa e a forte chuva durante o incêndio, evitaram maiores danos a oficina e aos prédios vizinhos.

Blog Custódia Terra Querida




Juízes mandam prefeito Luiz Carlos pagar gratificações de servidores municipais



Servidores do Município de Custódia impetraram mandado de segurança contra o Prefeito Luis Carlos, que se esmera em persegui-los e obtiveram êxito na liminar e na sentença. Entretanto, o prefeito novamente revoga as gratificações descumprindo a ordem da justiça que tem a seguinte redação: 

DIANTE DO EXPOSTO, declaro inconstitucional o art. 109, § 2º, inciso XXXVII, da Lei Orgânica do Município de Custódia, com efeito inter parts e ex nunc em relação somente a incorporação da gratificação e, no que se refere ao mérito, com fundamento no artigo 269 I e II do CPC e artigo 14 da Lei 12.016/2009, CONCEDO A SEGURANÇA em parte pretendida, para determinar que o Município de Custódia que:

1) reponha a gratificação do magistério das impetrantes JAQUELINE HERNANDEZ AMARAL, JOSEFA JOCINETE DE ALMEIDA MELO, IVANE ALEXANDRE LEITE LIMA, PEDRO NETO DA SILVA, ANA PAULA ALVES DE SIQUEIRA, TERTULINA APARECIDA BENÍCIO NOBREGA SILVA, LIERGE MIRTES QUEIROZ DA SILVA, ADRIANA PEREIRA CAMPOS, MARIA JOSINÁRIA NOGUEIRA ROCHA e MARIA JOSELUCE SOUZA, com efeito financeiro desde a data da impetração do mandado de segurança (artigo 14, §4º da lei 12.016/2009); 

2) reponha os anuênios das impetrantes requerentes EDJANE TENÓRIO DA SILVA e ANA PAULA ALVES DE SIQUEIRA, com efeitos financeiros retroativos a data da impetração do mandado de segurança (artigo 14, §4 da lei 12.016/2009);

3) reponha as cinquenta horas aulas dos impetrantes ROSANGLA RODRIGUES AMARAL SANTOS, MARGARIDA LACERDA DO AMARAL NETA, MARIA MARGARETE CORDEIRO DE ALMEIDA, PEDRO NETO DOS SANTOS, CÍCERA BARRETO DE CARVALHO, SUZANA GEÓRGIA NÓBREGA FARIAS ALVES, MARIA JOSÉ NUNES FIGUEIREDO, LILIAN DA NÓBREGA XAVIER e ALISSON POSSSIDÔNIO AMARAL SANTOS; 

4) reponha a incorporação da gratificação de função de JOSÉ AVELINO DA SILVA e JOSÉ ALBERTO CAMPOS LIMA, vez que apesar da declaração de inconstitucionalidade do supramencionado artigo, decorrido mais de cinco anos da incorporação decai a administração do seu direito de autotutela em relação a ambos; 

5) Uma vez reconhecido o direito a incorporação de gratificação, mantenha a incorporação das gratificações dos seguintes servidores: ADRIANA PEREIRA CAMPOS, ALISSON POSSIDÔNIO AMARAL SANTOS, ANA PAULA ALVES DE SIQUEIRA, ANDREA MARIA DA SILVA, ANTONIO MOURA DE REZENDE, EDJANE TENÓRIO DA SILVA, ELENILDA MARIA DE MELO FREIRE, FÁTIMA ADRIANA SUPRIANO, FRANCISCA DE PAULA NASCIMENTO, GERLANE ANA RODRIGUES, HILDA DE SIQUEIRA SOUZA, IVANE ALEXANDRE LEITE, JACQUELINE HERNANDEZ AMARAL, JAKESIVAN PEREIRA DA SILVA, JOSÉ ALBERTO CAMPOS DE LIMA, JOSÉ AVELINO DA SILVA, JOSEFA JOCINETE DE ALMEIDA MELO, JOSEFA PURCINA DA SILVA, JURACI PEREIRA DE SIQUEIRA, KATIUSCIA SOUZA ALVES MELO, LILIAN NÓBREGA XAVIER, MAGNÓLIA DE SANDRA DA SILVA NUNES, MARIA JOSÉ NUNES FIGUEIREDO SILVA, MARLEIDE DA SILVA SÁ, MAUBA BETÂNIA RODRIGUES DE GÓIS, PEDRO NETO DOS SANTOS, ROSANGLA RODRIGUES AMARAL SANTOS, SERLEIDE RABELO DE GÓIS, SUZANA GEÓRGIA NÓBREGA FARIAS ALVES, TERTULINA APARECIDA BENÍCIO DA NÓBREGA SILVA. DENEGO A SEGURANÇA para os demais impetrantes por não terem comprovado o pretenso direito líquido e certo afirmado, conforme teor desta decisão.

Confirmo os efeitos da liminar concedida, limitados aos termos desta decisão de mérito, nos termos do art. 14, § 3º da Lei 12.016/09.

Ressalve-se à autoridade coatora, que o não atendimento do mandado judicial caracteriza o crime de desobediência a ordem legal (Art. 330, do Código Penal Brasileiro) e intervenção do Estado no Município conforme artigo 35, IV da Constituição Federal. Custódia, 01 de abril de 2014. Raquel Barofaldi Bueno. Juíza de Direito.

Pelos termos da decisão judicial, não pode o prefeito revogar as gratificações, sob pena de crime de desobediência e de intervenção estadual no Município de Custódia, como sentenciou a Juiza. O prefeito age como se pudesse rever decisões judiciais e poderá se dar mal com essa atitude. O assunto, está mais uma vez entregue ao Poder Judiciário. 

Ressalte-se que o novo juiz de direito de Custódia já sentenciou contra o Município de Custódia, na ação de cobrança ajuizada por ALCIDEANE FERREIRA DA COSTA. 

Assim consta na sentença contra o Município de Custódia: 

“Portanto, a retirada da gratificação da autora foi ilegal. E portanto, deve ser havida como nula. DIANTE DO EXPOSTO, JULGO PROCEDENTES os pedidos formulados na presente ação, resolvendo o mérito do processo com arrimo no art. 269, inciso I, do Código de Processo Civil, para condenar o Município de Custódia ao pagamento da referida gratificação postulada pela autora com repercussão no cálculo do quinquênio, inclusive de forma retroativa a janeiro de 2013. Todos estes valores deverão ser corrigidos pelo IGPM e acrescidos de juros de 6% ao ano, desde cada pagamento a menor até a efetiva quitação. Condeno a parte requerida em custas processuais e honorários advocatícios no percentual de 10% do valor atribuído á causa. 

Custódia, 05 de fevereiro de 2015. 
Paulo Rodrigo Maia 
Juiz de Direito”. 

Enquanto isso, o prefeito alardeia que não são devidas as gratificações aos servidores, sem apresentar qualquer prova documental de que alega, o que constitui grave inverdade, pois as duas sentenças o desmente categoricamente. 

Edilson Xavier é advogado dos servidores, e ex-presidente da OAB de Arcoverde.

21 de fevereiro de 2015

TSE divulga lista de eleitores que podem ter os títulos cancelados


Sem o título, o eleitor é privado do direito ao voto, além de outros benefícios constitucionais
Foto: Marcelo Casal Jr/ABr

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai divulgar em sua página na internet uma lista com o número de inscrição dos eleitores que terão os títulos cancelado por não terem comparecido para votar nos três últimos pleitos. Os donos dos títulos cancelados podem regularizar a sua situação em qualquer cartório eleitoral. A lista estará disponível para consulta a partir do próximo dia 23 de fevereiro.

Um pleito corresponde a um turno eleitoral. Para regularizar a situação do título e reaver os direitos eleitorais, o dono do documento deve comparecer a qualquer cartório eleitoral portando um documento com foto e o título de eleitor. Depois disso deve solicitar a quitação das multas, pagá-las e apresentar o comprovante a um atendente.

O prazo máximo para a normalização dos débitos é 4 de maio próximo. Depois disso o documento é cancelado automaticamente.

Com o cancelamento do título, além de não poder votar, o cidadão fica impossibilitado de assumir cargo público, tirar passaporte e perde o benefício do Bolsa Família, entre outros.

A medida é baseada na resolução 23.419/2014, do Tribunal Superior Eleitoral, assinada pelo ministro João Otávio Miranda

Raio atinge capela do Ingá


As chuvas de ontem trouxeram alívio para o homem do campo, mas também deu susto nos moradores do Distrito do Ingá, devido o estrondo dos trovões provocados pelos raios que caíram na região.
A Capela de Santa Bárbara, justamente a protetora dos raios e trovões, foi atingida por um raio que caiu sobre a torre que sustenta a cruz, conforme pode visto pelas imagens.


Pedaços de parede foram arremessados sobre o telhado e caíram no chão próximo a imagem da Capela. Alguns questionavam por que o raio caiu justamente sobre a Capela, mas, para os devotos da Santa, isto pode comprovar a força dela, que pode ter atraído para sua casa, um raio que poderia ter atingido alguém, ou alguma residências, com consequências graves.

Blog do Vereador Gilberto Belchior

Horário de verão acaba hoje



Relógios devem ser atrasados eu uma hora. No Nordeste, nada muda
Agência Brasil/Arquivo


À meia-noite de hoje (ou zero hora de domingo), os relógios devem ser atrasados em uma hora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Depois de quatro meses, chega ao fim o horário de verão, que tem como objetivo aproveitar melhor a luminosidade natural do dia, reduzindo o consumo de energia no fim da tarde.

O Nordeste não adota o horário de verão, mas você deve ficar atento a horários de voos, funcionamento de bancos e na programação das TVs.

Adotada no Brasil desde 1931, a mudança no horário desperta amor e ódio entre a população. Entre os motivos citados por quem defende a medida está o maior aproveitamento do dia, ao final da tarde, mas quem não gosta da mudança relata principalmente dificuldades na hora de acordar.

Neste ano, o governo chegou a estudar a prorrogação da vigência do horário de verão, por causa da falta de chuvas, que afeta os reservatórios das hidrelétricas. Mas o custo-benefício do adiamento foi considerado insuficiente, e a data prevista para o fim do horário diferenciado foi mantida.

A economia de energia feita com o horário de verão 2014/2015 foi cerca de 4,5% no horário de pico (entre 18h e 21h), com redução total de 250 megawatts médios, o que corresponde a 0,5% de economia nos subsistemas Sudeste/Centro-Oeste e Sul.

A medida é adotada no Distrito Federal e em dez Estados: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. Os Estados das regiões Norte e Nordeste não adotam o horário de verão.

Com o fim da medida, a recomendação para quem vai viajar de avião é ficar atento aos horários dos voos, especialmente se a passagem estiver marcada para este sábado ou para o domingo (22). Os bilhetes aéreos apresentam sempre a hora local, ou seja, a informação da partida refere-se ao horário na cidade de origem e a da chegada, ao horário do local de destino.

Desde 2008, o horário de verão começa no terceiro domingo de outubro e vai até o terceiro domingo de fevereiro do próximo ano. Quando houver coincidência com o feriado do carnaval, o horário diferenciado é prorrogado por mais uma semana.

UFPE divulga lista dos 2.887 convocados para ocupar vagas disponíveis nos campi Recife, Caruaru e Vitória


A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) divulgada nesta sexta-feira a lista dos 2.887 estudantes convocados para ocupar as vagas disponíveis nos cursos de graduação dos campi Recife, Caruaru e Vitória de Santo Antão, que foram oferecidas via Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação. A relação será disponibilizada no site da Pró-Reitoria para Assuntos Acadêmicos (Proacad) da Universidade. 


A universidade vai convocar um número de candidatos maior do que o de vagas existentes para gerar cadastro de reserva. Caso compareça um número de candidatos maior que o de vagas, terão prioridade os melhores classificados. 

Os candidatos convocados devem comparecer aos locais indicados no edital, nos dias 25 e 26, no horário das 8h às 12h e das 14h às 17h, para confirmarem a intenção em ocupar as vagas disponíveis nos três campi da Universidade. Os documentos necessários para o procedimento também podem ser conferidos no edital. A relação com os nomes dos classificados da lista de espera será divulgada no dia três de março, após a confirmação da intenção de matrícula. No dia 12 de março, a UFPE vai divulgar a relação geral dos candidatos confirmados nas duas entradas.

As vagas disponíveis para reclassificação que surgirem durante o processo seletivo serão ocupadas, caso haja desistências após 12 de março, atendendo a dois critérios: caso essas vagas sejam da primeira entrada, a ocupação será feita pelos primeiros já classificados na segunda entrada por ordem decrescente da nota até o dia 10 de abril; e caso essas vagas sejam da segunda entrada, a ocupação será feita pelos candidatos classificáveis, obedecendo à ordem decrescente do argumento de classificação e que pertençam ao Cadastro de Reserva gerado por aqueles que compareceram à convocação da Lista de Espera do Sisu até o dia 11 de setembro.

Cartaz da 2ª Festa do Folclore de Custódia 1975

Cortesia> Zezita Queiroz

Fotos da época




Pressionado pela seca no interior, Paulo Câmara pede ao governo Dilma para antecipar uso das águas da Transposição do São Francisco



Sem alarde, o governo Paulo Câmara apresentou nesta quinta-feira(19) ao Ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, um projeto para antecipar o início da operação da Adutora do Agreste, que receberá água do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco, beneficiando 17 municípios inclusos na primeira etapa da obra, em execução pela companhia. Caso a iniciativa seja aceita, dezessete cidades que sofrem com a falta de água, entre elas Arcoverde, seriam beneficiadas.

Segundo o presidente da Compesa, Roberto Tavares, o projeto consiste na construção de uma captação de água na Barragem do Moxotó, situada na localidade Rio da Barra, no ponto onde o Eixo Leste da transposição cruza a BR-232, no município de Sertânia. Esse reservatório está em construção pelo governo federal e deverá receber água ainda este ano por meio do canal da transposição.

A alternativa técnica encontrada pela Compesa para antecipar o uso das águas do Eixo Leste da Transposição envolve a construção de uma adutora de 84 quilômetros de extensão, de 1.200 metros de diâmetro, que transportaria água do Eixo Leste até Arcoverde, alimentando o primeiro trecho da Adutora do Agreste.

“O empreendimento é um investimento de R$ 300 milhões e irá propiciar uma vazão de 2 mil litros de água por segundo. Essa ação será a redenção dessas cidades, que estão sofrendo com a falta de água, fruto da pior seca registrada nos últimos 50 anos”, esclarece Roberto Tavares.

Ele estima que a obra seria executada no prazo de 10 meses após a assinatura do contrato, que ainda depende da análise e aprovação do Ministério da Integração e do processo de licitação.


O detalhamento do empreendimento foi apresentado à prefeita e ao vice-prefeito de Arcoverde, Wellington Araújo. A cidade deve ser a primeira a ser beneficiada pela nova Adutora. A prefeita de Arcoverde, Madalena Britto, diz-se preocupada com o agravamento da seca em todo o Estado de Pernambuco, em especial no Agreste e na região do Sertão do Moxotó.

Com 90% da população na área urbana, a cidade de Arcoverde, distante 256 Km do Recife, enfrenta a pior crise hídrica de sua história. O regime de racionamento é severo, com uma distribuição de apenas três dias com água durante o mês.

“É angustiante ver a nossa população sofrendo com a falta de água. Estou muito feliz e satisfeita com a perspectiva de uma solução”, afirmou a prefeita da cidade, Madalena Britto.

A prefeita adiantou ainda que apoiará integralmente a decisão da companhia, por entender que o grave problema de escassez de recursos hídricos na cidade será finalmente resolvido.

“Sou testemunha da preocupação e do interesse do governo do Estado e da Compesa para resolver essa questão, desde a concepção da Adutora do Agreste, obra que está em execução. Desde então, tenho acompanhado e cobrado as ações necessárias. Adotarei a mesma postura agora com esse novo projeto, que será uma solução mais rápida para a nossa cidade”, diz a prefeita.

Memória da obra

Em 4 de junho de 2013, dezenas de prefeitos de todos os partidos, entre eles a prefeita de Arcoverde, Madalena Britto (PTB), o deputado estadual Júlio Cavalcanti (PTB) e vereadores de todos os municípios do agreste pernambucano estiveram presentes na solenidade de assinatura da ordem de serviço da Adutora do Agreste, realizada no Hotel Cruzeiro, em Pesqueira, pelo governador Eduardo Campos (PSB).

O evento começou com a fala do presidente da Compesa, Roberto Tavares, que falou do investimento feito pelos Governos Federal e Estadual na obra; seguido pelo secretário de Recursos Hídricos, Cirillo, que fez um histórico da adutora desde os tempos do ex-governador Miguel Arraes, nos idos de 1997.

Na sequência de falas, o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Uchoa (PDT), fez a fala mais política, ressaltando “a determinação do governador Eduardo Campos, sua capacidade administrativa e colocando-o como modelo para o Brasil em termos de gestão”.

Já o então ministro Fernando Bezerra Coelho ressaltou o investimento de mais de R% 1 bilhão de reais feito pelo Governo Federal, da presidente Dilma, na obra da adutora e em outras obras em pernambucano.

Durante sua fala, o governador Eduardo Campos ressaltou que ali não estava apenas começando mais uma adutora, mas estava construindo um sistema hídrico que dará sustentabilidade ao agreste pernambucano, uma das regiões com menos água do País. Ele ainda prometeu que o projeto contemplará outras cidades com a perfuração de 20 poços para que a futura adutora do Agreste funcionasse antes mesmo da chegada das águas do São Francisco.

Câmara de Vereadores retoma as atividades prometendo muito debate




Os vereadores realizaram ontem, pela manhã, a Primeira Sessão Legislativa do Segundo Biênio da atual legislatura, prometendo grandes debates, não só pelo confronto de ideias, mas, principalmente por ser este um período de eleições municipais, onde cada parlamentar tentará imprimir sua marca e suas ações, na busca de uma reeleição.

O Primeiro Expediente foi aberto pelo procurador da Câmara, Dr. Edilson Xavier, o que causou estranheza nos vereadores da oposição, que esperavam o novo presidente fazendo essa abertura. Já esquentando o debate, o Procurador fez várias críticas ao governo municipal, afirmando inclusive, que o prefeito estaria cometendo um crime ao descumprir uma Decisão Judicial.

A leitura da lista de vereadores, que irão compor as Comissões Permanentes também gerou polêmica, uma vez que nenhum dos vereadores da situação foi incluído nos principais cargos das comissões (presidência ou relatoria), nem mesmo como membros, o que, na opinião da oposição tiraria a legitimidades das comissões e dos pareceres que elas vierem a produzir. Depois de muita discussão, a Mesa resolveu incluir membros da situação nas comissões, porém, em nenhum dos cargos principais.

Já no Grande Expediente, o vereador Gilberto de Belchior pediu à Mesa que disponibilizasse uma cópia da Decisão, que, segundo o procurador, Edilson Xavier, estaria sendo descumprida, a fim de estudar o caso.

Diante da gravidade da denúncia, feita pelo procurador do Poder Legislativo, da Tribuna da Casa e de posse da Decisão proferida pela juíza, Raquel Barofaldi Bueno, em caráter liminar, o vereador, Gilberto de Belchior procurou a Secretaria de Administração Municipal para se inteirar melhor dos fatos.

Foi informado, contudo:

Que o Governo Municipal em nenhum momento deixou de cumprir a Decisão Judicial em apreço, de 01 de abril de 2014, posto que, a partir da Notificação da mesma, todas as gratificações em questão foram reintroduzidas nos Contracheques dos servidores requerentes;

Que o Processo nº 0000214-58.2013.8.17.0560, sobre o qual fora concedida a referida Decisão liminar, encontra-se tramitando no TJPE, pendente de julgamento de mérito, não havendo, portanto, porque se falar em descumprimento de decisão judicial;

Que, a Decisão Liminar proferida pela Drª Juíza, declara inconstitucional o art. 109, § 2º, inciso XXXVII, da Lei Orgânica Municipal, com base no qual foram formulados os pedidos de incorporação de gratificações;

Que, ainda com base na própria Decisão Liminar, onde reconhece o poder da autotutela da Administração, citando inclusive, as Súmulas 346 e 473 que dispõem sobre o poder da administração pública de corrigir seus próprios atos, o Poder Executivo Municipal constituiu Comissão Permanente de Processos para apurar possíveis erros;

Que o Poder Executivo Municipal, CONSIDERANDO: 

a) o Acórdão do Processo Administrativo de nº 013/2014, que determina a retirada da gratificação com base no art. 109, § 2º, inciso XXXVII da Lei Orgânica; 
b) o contraditório e ampla defesa devidamente respeitados no Processos Administrativos; c) o Poder-Dever de agir da Administração Pública de anular seus próprios atos eivados de vícios; 
d) que o Chefe do Poder Executivo Municipal poderá cessar a aplicação da norma tida como inconstitucional, pois dela não se origina direito; e) a inexistência de recursos dotados de efeitos suspensivo em face do acórdão proferido nos termos da legislação de regência,

RESOLVEU: anular Portarias que concediam a estabilidade financeira com a incorporação de gratificações. Ainda de acordo com a Secretaria de Administração, essas portarias foram publicadas nos quadros de avisos da Prefeitura, solicitada a publicação nos quadros da Câmara Municipal e publicado no diário oficial da AMUPE (10/02/2015);

Que a matéria a qual se referiu o Procurador da Câmara está sendo exaustivamente discutida no judiciário, que por sua vez tem conhecimento de todos os procedimentos administrativos, tanto isso é verdade que em 13 de fevereiro de 2015 o juiz substituto, Paulo Rodrigo de Oliveira Maia decidiu pela inadequação de uma ação ajuizada pelo Dr. Edilson Xavier, tentando anular os atos da atual administração, Processo nº 0000068-46.2015.8.17.0560;

Que é prerrogativa e dever do Poder Executivo discutir e analisar a constitucionalidade dos atos, bem como a adequação dos mesmos à estabilidade financeira do Município; 

Que todos os procedimentos administrativos adotados pela atual administração estão em consonância com o pensamento do Dr. Edilson Xavier, que na condição de Procurador do Município de Custódia, em 27/10/2009 emitiu o seguinte Parecer : “a licença prêmio de seis meses por decênio por serviço prestado ao Estado ou ao Município, adicionais de cinco por cento por quinquênio de tempo de serviço e estabilidade financeira, quanto a gratificação ou comissão percebida a qualquer título por mais de cinco anos ininterruptos, ou sete anos intercalados. Esses benefícios foram revogados quando o Estado de Pernambuco promoveu alterações e deu nova redação ao artigo 98 da Constituição do Estado de Pernambuco”.

Diante dos esclarecimentos acima, o vereador, Gilberto de Belchior considera inoportuno, inadequado e incoerente, o discurso do ilustre advogado e procurador da Câmara Municipal de Vereadores de Custódia, abrindo os trabalhos do Legislativo, quando em seu lugar deveria ter sido feito um pronunciamento pelo novo presidente da Casa, dando boas vindas aos parlamentares, anunciando uma pauta positiva para o Biênio ou coisa parecida. 

Não é adequado o Procurador Jurídico ocupar a Tribuna do Poder Legislativo para fazer comentários políticos, ainda mais sobre fatos que estão sendo exaustivamente discutidos na esfera judicial. É uma interferência indevida nas prerrogativas dos parlamentares. É como se eles não tivessem competência para exercer suas atribuições.

Como procurador do Poder Legislativo ele deveria se limitar a prestar a assessoria jurídica à Casa, formulando pareceres técnicos, quando solicitado, e, na condição de defensor dos servidores ele precisa fazer as discussões pertinentes, na esfera judicial, jamais no legislativa, até porque, nem a Câmara nem os parlamentares são partes nos processos citados, é o que pensa o vereador, Gilberto.

fonte: Blog do Vereador Gilberto de Belchior

Ação Social realiza Campanha contra o Trabalho Infantil


Com o lema: “Trabalho Infantil? Nem de brincadeira”, a Secretaria de Ação Social realizou campanha na Praça Padre Leão com entrega de panfletos para a população alertando e conscientização sobre o tema. 

No Brasil, o trabalho infantil não é permitido sob qualquer condição para crianças e adolescentes entre zero e 13 anos. A partir dos 14 anos pode-se trabalhar como aprendiz. Já dos 16 aos 18, as atividades laborais são permitidas, desde que não aconteçam das 22h às 5h, não sejam insalubres ou perigosas e não façam parte da lista das piores formas de trabalho infantil.

20 de fevereiro de 2015

Ana, Anita e Mãe Nita - por Jussara Burgos


Era hora do crepúsculo
O manto da noite bordado
Com estrelas cintilantes
Começava a cobrir a terra.
Seis horas Hora do Ângelus
Hora que o Anjo Gabriel
Anunciou a Maria Santíssima
Que Ela seria mãe do Salvador

No terreiro da casa,
Havia um pé de acácia
Ela estava coberta
Com cachos de flores amarelas.
Debaixo da acácia
Mãe Nita rezava o terço
Olhando a lua cheia
Imensa e esplendorosa.
Senti vontade que tempo parasse
E aquele momento,
Durasse para sempre
Realizei este sonho.
Ele ficou gravado na minha memória
É a lembrança mais bonita
Da minha infância.

por Jussara Burgos

Doca - por José Melo




Bastante querido por adultos e crianças, Doca era carinhosamente chamado de Doquinha. Sua deficiência mental em nada atingiu o bom humor, a seriedade, o gosto por aventuras (por vezes sumia, em viagens pelas redondezas) e até pelos prazeres da vida: adorava um cigarro, e se algum irresponsável lhe desse, apreciava uns goles da “marvada”, ocasião em que ficava intolerável.


Diferente da grande maioria dos deficientes mentais, Doca era extremamente querido por todos, inclusive pela família, os Benício. Seu pai, Mestre Ozório, Toinho Benício, Joãozinho Benício, enfim, todos da família, nutriam verdadeiro carinho por Doca, e lhes davam toda assistência possível.

Como característica especial, Doca tinha duas manias: uma delas, era a de posar de policial. Sempre conseguia um chapéu ou uma farda da PM, que usava permanentemente. Contam que certa vez tinha um bêbado abusando nas ruas, tendo os gaiatos o advertido de que o Soldado Doca poderia aparecer a qualquer momento e prender o abusado. E não é que Doca apareceu, e incentivado pela turma deu “voz de prisão” ao bêbado e o conduziu até a Cadeia?

Outra característica de Doca era personificar um Orador. Mesmo sem ser entendido por ninguém, sempre ganhava uns trocados para pronunciar discursos inflamados e cheios de gestos. Quem apenas o escutasse, sem o ver, certamente julgaria ser um discurso em outro idioma, tamanha a ênfase com que ele balbuciava sílabas incompreensíveis.

Certa feita, na década de setenta, eu fazia um programa de auditório aos domingos, no velho Centro Lítero Recreativo. Num desses, a Rádio Pajeú resolveu o transmitir direto de Custódia, o que foi feito com o CLRC lotado. Distribuição de brindes, publicidade e várias atrações locais foram apresentadas. O Sanfoneiro Joãozinho, o Conjunto Musical “Os Ardentes”, sem contar com grande número de calouros, como Gonzaga de Alcides Bom (que cantava música de sua autoria), o Primo Ozório, Zé Esdras, (o ex-Prefeito mesmo!), o Dr. Ferdinando, (também ex-prefeito, de Serra Talhada) na época estudantes. Enfim, muitas “atrações” foram apresentadas. Mas quem fez sucesso mesmo, foi Doquinha, com o mais inflamado de todos os seus discursos. Tanto que posteriormente a Rádio Pajeú recebeu cartas perguntando em que língua aquele orador tinha falado…

Parece-me estar o vendo conversando seriamente, olhos arregalados, contando alguns fatos, cheio de gestos e trejeitos, que não eram compreendidos por ninguém, e ao término sair andando normalmente, acenando com a mão para os que ficavam.

Texto: José Soares de Melo

PS.Doca é membro da família Benício, irmão de João Benício, seu nome de batismo era Diocleciano Benício de Queiroz.

Polícia Civil abre concurso para delegados no Estado




A Polícia Civil do Estado de Pernambuco (PCPE) abriu concurso público com 100 vagas para o cargo de delegado, cuja remuneração inicial é de R$ 9.069,81. As inscrições começam às 8h desta quinta-feira (19) e seguem até o dia 29 de março de 2015 pelo site do Instituto de Apoio à Fundação Universidade de Pernambuco (IAUPE/ UPENet): www.upenet.com.br.

Concurso

O certame será realizado em duas etapas, divididas em fases. A primeira será composta por provas objetiva e discursiva, de caráteres eliminatório e classificatório; além de prova física, avaliação psicológica, exame médico e investigação, apenas eliminatórios. Já a segunda etapa é o Curso de Formação Profissional, também eliminatório. O processo seletivo será válido por dois anos, prorrogável por igual período de acordo com o Diário Oficial do Estado do último sábado (14).

A prova objetiva, marcada para 26 de abril em Recife e na Região Metropolitana (RMR), terá duração de cinco horas, no máximo, e contará com 100 questões das disciplinas Estatuto dos Policiais Civis de Pernambuco (Lei Estadual Nº 6.425/1972); Medicina Legal; Direitos Constitucional, Administrativo, Penal e Processual Penal; e Legislação Especial.

Taxa

A taxa de participação é de R$138, a ser paga até o dia 30 de março em qualquer Casa Lotérica vinculada à Caixa Econômica Federal (CEF) ou agência bancária. O pedido de isenção no pagamento da taxa pode ser efetuado até o dia 27 de fevereiro, mas o candidato precisa preencher os requisitos necessários, com estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) para Programas Sociais do Governo Federal e ser membro de família de baixa renda.

Requisitos

Para concorrer ao cargo há alguns requisitos, entre eles, ser bacharel em Direito com diploma reconhecido me instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).


MEC divulga resultado da segunda chamada do ProUni


O Ministério da Educação divulgou nesta quinta-feira (19) a lista dos estudantes pré-selecionados na segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni). A lista está na página do Prouni e nas instituições de ensino participantes do programa. Os candidatos têm até a próxima terça-feira (24) para comprovar junto às instituições as informações prestadas no momento da inscrição.

É de responsabilidade do estudante verificar nas unidades de educação superior os horários e o local onde deve comparecer. A perda do prazo ou a não comprovação das informações resultarão na reprovação do candidato. Entre a documentação que deve ser apresentada estão um documento de identificação, comprovantes de residência, de rendimento dos estudantes e de integrantes do grupo familiar e comprovantes de ensino médio.

Quem não foi pré-selecionado na segunda chamada ainda poderá manifestar interesse em participar da lista de espera nos dias 2 e 3 de março, na página do ProUni. Nesta primeira edição de 2015, o ProUni registrou 1.523.878 inscritos. São oferecidas 213.113 bolsas, para 30.549 cursos em 1.117 instituições de ensino superior privadas.

Tim vai bloquear internet de cliente pós-pago, ao fim da franquia mensal


A empresa de telefonia móvel Tim anunciou que a partir de 20 de março bloqueará o acesso à internet de clientes que atingirem a franquia mensal de planos pós-pagos. A iniciativa já foi tomada por outras operadoras.

O bloqueio está em vigor para usuários do Rio Grande do Sul, Pernambuco e da área de DDD 19, no interior paulista. Desde dezembro, os clientes dos planos pré-pago e controle da operadora não podem manter o acesso à internet com velocidade reduzida ao fim da franquia.

Mesmo sem poder navegar na internet, será possível acessar os aplicativos Meu TIM, de atendimento ao cliente, e Blah, de mensagens.

Em informativo em seu site, a empresa esclarece que, para restabelecer a conexão, o cliente pode optar por “migrar para umpacote superior ao de sua franquia atual ou contratar um pacote adicional para usar até o final do ciclo de faturamento”. Nos dois casos, o usuário deve pagar pelos serviços adicionais.

Os clientes podem acompanhar o uso de dados por meio de mensagens e devem receber avisos quando consumirem 80% e 100% de sua franquia de dados.

As operadoras devem avisar os clientes sobre as alterações nos planos de serviços e ofertas com, no mínimo, 30 dias de antecedência, segundo o Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Serviços de Telecomunicações.

A Tim informou, por meio de sua assessoria, que deve iniciar as notificações aos clientes no prazo estabelecido por meio de SMS.

O corte da conexão ao fim da franquia já acontece em outros países. As operadoras avaliam que o modelo de redução de velocidade após o consumo dos pacotes pode criar uma percepção negativa dos serviços. (Folhapress)

16 de fevereiro de 2015

História de Samambaia


Foto: Evanilson Rezende

O nome do lugar era Santa Verônica uma santa dos Escravos negros do cativeiro do Tenente Henrique. A fazenda do Tenente era na estrada que liga Caiçara a Samambaia,hoje Fazenda Poço Escuro, que pertenceu a Artur Preto. o curioso é que esta Fazenda também se Chamava Poço da Cruz e foi mudada por do açude de Ibimirim. A antiga igreja desta santa era ladrinhada de Tijolos sem o uso de cimento. Foi encontrada uma telha, pertencente a esta antiga igreja, datada 1822, Segundo testemunhos de vários que a tiveram nas mãos-Dezim Pacífico e Jeremias da Caiçara.

O que vem a provar que os escravos foram os iniciantes na religiosidade local. o primeiro padre foi Manoel Marques Bacalhau, desde 1877.

Em 1862, o capitão Joaquim do Rego, lavrou uma escritura de 400 braças de terra que foram doadas ao padroeiro São Sebastião. As terras vão das margens do rio Cupiti até o rio Moxotó. Joaquim do Rego foi o primeiro morador de Samambaia.

A Usina de caroá de José Vasconcelos, empregava mais de 400 pessoas entre arrancadores, os carreiros carreiros com seus jumentos e carros de bois com duas juntas, fabricados de Pau Ferro em Águas Belas e Alagoas. O caroá era arrancado, transportado e pesado, era frequente alguém perder os dedos na desfibradeiras, caso de Paulino e Isabel. As fibras eram colocadas em fardos e transportadas por Tota, nun caminhão Chevolet, para armazéns da Companhia de caroá de Caruaru, Alias o nome Caruaru origina-se deste feito.

O armazém em Samambaia foi incendiado acidentalmente por João Pareira, que ao acender o fuzil do fogueteiro para fumar um cigarro, deixou cair as faíscas. Nesse dia, Crespe bezerra Lafaiete, o primeiro gerente da usina, estava cansado e foi chamado pelas sirenes da campanhia. Não houver tanto prejuízo porque tinha seguro de carga. Depois de Crespe, a gerência passou para o velho Jesus. Manoel Luis de Campos, da Cacimba de Baixo, foi quem tirou a madeira para a confecção das tesouras da usina.

Depois dos Vasconcelos, o Dr. Aurélio passou a ser dono, tinha até avião que pousava em terras da casa de Pedro Simão acima. Depois de Aurélio, Numeriano comprou a usina e seus filhos, Aristóteles e Clodoaldo ainda hoje conservam até hoje. No tempo de Numeriano o pesador era Dezim Felipe e depois, Abilio Ferreira da Silva irmão de Lidia Ferreira da Silva Avô de Evanilson Administrador do Site.

O policiamento era o Coronel Salgado, que vinha do Recife de burro com mais ou menos 10 soldados e percorria Samambaia, Ingá e Quintibu, voltando em seguida para o Recife. Maravilha e Custódia nem existiam.

O primeiro encarregado de samambaia foi o Coronel Joaquim Bezerra, o qual obteve a obediência de todos. A primeira professora foi a dona Aurora, de Buique, trazida por Numeriano em, 1930. Mas antes tinha a Dona Zizi e Dona Eliza mulher de Oiô. O primeiro comerciante podia ser dos Balbino. Antigamente se almoçava de 8 horas da manhã. Sendo que a feira de Samambaia era numa quinta-feira, onde se vendia tapioca e rapadura. Os feirantes almoçavam no hotel de Dona Eliza.

Mas antes da existência desse hotel, havia o da Dona Adelaide. Quilidona era a mulher de Zé Izidoro e colocou um hotel onde depois passou a ser de Chico de Abílio. Era costume comer bolo virado que custava, 1 vintém. Que é o equivalente a 20 reais, com café muido com mel, 100 tustões era 1000 réis. 1 tostão era 100 reais e 5 vinténs era, 1 tostão. 1 pataca era 8 Vintém, Uma rapadura era comprada por, 1 tostão; 250 gramas de café era grãos 400 reis 1 kg de açúcar custava 3 tostões em 1928.

10 tostões depois de, 1930 enquanto o café pulava para 10 "tões" para 1200 réis. O que equivalia a um dia de serviço na roça. Ainda em 1942 surgiu o cruzado antigo. Um escravo preto, com bons dentes e boa saúde físicas, era comprado por 1 conto e 500 réis era considerado muito rico. O bisavô de Dezim Pacífico era dono de senzala e o dinheiro era de ouro. Os correios vinham com a mala nas costas com cadeados, provindo de Floresta para o Rio Branco(Arcoverde). Uma carta poderia demorar mais de 30 dias, pois era transportadas de pé.

O cruzeiro de Samambaia era na frente da igreja enterrado e batido no chão, depois passou para as grandes pedras de Manoel Olímpio. hoje em dia fica no pequeno cercado do popular conhecido por "Pai João" pois reside atras do cruzeiro que é conservado ate hoje.

Em samambaia havia corrida de prado, com cavaleiros devida e orgulhosamente fardados, com calças brancas e camisas vermelhas. O enfrentante era Manoel Simão, irmão de Dona Chiquinha da Caiçara, cantora das novenas das festa religiosas. O melhor cavalo de prado era Vila Bela. Esse evento atraia gente de toda região e cidades vizinhas. Bala Seca e Malambec eram os cavalos que Pedro Cicero (Pedro Vaqueiro) cavalgava, trabalhando para Numeriano. Não havia vaquejada e sim muitas pegas de boi no mato.

Que se tornavam festa de boi visto que havia sanfona, cachaça e muito arrasta-pé. Todo vaqueiro tinha um lenço vermelho no pescoço.

Existiu também uma cavalhada comandada por João de Barro e seus 12 pares, segundo a Dona Josefa Luiz de Souza, esposo de Valdemar da Cacimba de Baixo, essa cavalhada acontecia na vila de Samambaia. Severino era rezador, pedreiro e carpinteiro afamado na Caiçara e região. Já na arte de medicina popular e sem formação educacional, tinha Joaquim Canário, fazedor de garrafadas. Cicero Bezerra era delegado particular de Samambaia. E Pedro Simão era o melhor chamador de Quadrilha da região.

João Canário era tocava oito baixos ou harmônico. Era de costume procurar Joaquim Canário para aliviar dores de dentes e outros pequenos problemas. Dona Olindina da Conceição era enfermeira e parteira da região de Caiçara e Samambaia. Sitônio lopes de Mendonça médico veterinario leigo e segundo contam, nenhum animla morreu por causa das suas operaçõs, sempre ponteadas com ponteiras de pinhão e agulha de saco.


Os melhores artesão da região pertenciam à família do senhor Dezim Pacífico, do Salgado. Esse mesmo senhor completou 90 anos lúcidos em, 13 de julho de 2002. Junto com Jorge Bezerra de Rezende (Jorge felipe de Samambaia) nascido em, 24 de junho de 1919, foram so principais testemunhos desda História de Samambaia.

Facebook Distrito Samambaia