25 de novembro de 2014

Aesa ganha sete novos cursos

Aesa ganha sete novos cursos

Durante abertura do 11º Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão do Centro de Ensino Superior de Arcoverde, nessa terça-feira, na Aesa, o vice-prefeito Wellington Araújo, representando a prefeita Madalena Britto, anunciou a criação de sete cursos para instituição. Entre eles: Engenharia Civil, Arquitetura, Farmácia, Psicologia, Fisioterapia, Analise de Desenvolvimento de Sistema e Gestão Comercial.

“O de Gestão Comercial é um curso tecnológico, de nível superior com duração de dois anos. Ele já está em análise no Conselho Estadual de Educação e os demais estão com os projetos sendo encaminhados em Dezembro para um possível vestibular em julho de 2015.”, esclarece o diretor do centro de Ensino Superior de Arcoverde, Franklin Freire.

Essa novidade chega para alavancar a educação de toda região, que já recebe apoio na Aesa através do Programa Institucional do Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID e do Programa Universidade para Todos em Pernambuco – Proupe.

“São graças a essas parcerias, assim como com a prefeitura de Arcoverde, que já estamos vislumbrando um novo tempo para a autarquia. A gratuidade, por exemplo, do vestibular já nos rendeu em 10 dias cerca de 800 inscritos”, enfatizou o presidente da Aesa, Roberto Coelho em discurso durante 11º Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão.

Na ocasião, houve ainda a conferência “Educador do século XXI” do professor, pedagogo, doutorando, pós–graduado em educação Hamilton Wernek.

O Congresso ocorre nas dependências da Aesa até o dia 27 com uma programação intensa de mais de 50 atividades, entre rodas de conversas, minicursos, palestras, exposições e grupos de trabalho, além de apresentações culturais no encerramento de cada dia.

6ª Parada da Diversidade LGBT de Custodia

Vereador Neguinho da Maravilha abre o verbo, torna público pré-candidatura a prefeitura de Custódia e desce a macaca na gestão de Luiz Carlos

neguinho

Na tarde desta segunda-feira (24), o vereador Neguinho da Maravilha (PSB), concedeu entrevista ao blog, quando na oportunidade deixou bem claro que irá concorrer à prefeitura de Custódia em 2016. Durante entrevista, o Repórter do Pajeú, Itamar França lhe fez várias perguntas sobre política, no âmbito federal, estadual e municipal.
Eleições 2016

Meu nome já está na rua como pré-candidato, espero o reconhecimento do povo de Custódia, temos vários aliados na oposição e daqui pra lá podem aparecer outros nomes, o processo é democrático, o importante é o grupo está unido, independente de qualquer coisa, eu vou sempre está trabalhando pelo povo de Custódia, se for eleito prefeito prometo honrar meu mandato”.

Gestão do prefeito Luiz Carlos

Indagado sobre a administração do prefeito Luiz Carlos (PT), o vereador disse que o município está sofrendo com a gestão do petista. Na concepção do político, é possível sim fazer uma administração pública voltada para população, o que é muito raro e quase impossível de se ver nos dias de hoje. “De zero a dez eu daria nota 4 a gestão do prefeito Luiz Carlos, está deixando a desejar, o povo esperava muito dele, fez muitas promessas em todas as áreas do município e não cumpriu com as promessas.

Neguinho por Nemias

“Eu hoje não sei dizer se retiraria meu nome da disputa, a gente te outros nomes no PSB, a exemplo do ex-prefeito Nemias, um grande nome, vamos aguardar ele resolver uns problemas na justiça, vale salientar que se ele resolvesse essa restrição, eu abriria mão do projeto apenas para Nemias, fora ele eu me coloco pra disputa e não abro pra ninguém, porque pra eu retirar meu nome é preciso que outro nome da oposição prove que é melhor do eu nas pesquisas”.

Unidade da oposição

“Hoje em Custódia existem dois grupos de oposição, um ligado ao ex-prefeito Zé Esdras, hoje comandado por Manuca e o outro do ex-prefeito Nemias, a quem eu sou intimamente ligado, a gente vai trabalhar os nomes na esperança que a oposição esteja unida, a gente já conversou com Manuca, um jovem de diálogo e ele já expos seu pensamento que é mais ou menos semelhante ao meu, se tiver alguém que tenha mais aceitação do que ele, certamente ele vai ceder”, finalizou Neguinho.

Entrevista realizada pelo Blog do Itamar França.

Infância no Sertão - por Vanize Rezende



Não era difícil de então desvendar

Ainda menina de olhar repuxado
Da vida os encantos dos banhos de chuva
E da bica gostosa da igreja matriz
Pulando na corda traçando o cordão
Cantando em fileira ou fazendo roda
Saindo a tomar leite bom no curral 
Vaquinhas bem perto lá do meu quintal...

As primeiras bênçãos me foram chegando
Ao sabor dos bolos de goma e também
Do doce de leite e dos pirulitos
Pão doce quentinho lá da padaria
Comida gostosa de Maria Grande
Os frutos da feira a carne de bode

E os cafunés que o meu pai me pedia
E as coisas bonitas que a mãe me dizia.

Na longa manhã da minha vida a brincar
De roda, de corda ou de pastoril
Teatro e esquetes pra o povo aplaudir
Monteiro Lobato a ler sem parar
As tantas fofocas pra ouvir e calar
E as muitas histórias às vezes medonhas
Também assombradas que a mãe me contava
Na doce cantiga que me embalava.

Bonecas bonitas compradas na feira
De pano eram feitas de pano vestidas
De roupa de chita de bico e filó 
Panelas de barro, burrinho e o que mais?
Bichinhos pintados de azul e amarelo
De arame e de palha também se fazia
Coisas de brincar e aqueles biscuits
Quem sabe chegavam de lá de Paris?

Só para os meninos os carros de boi

E o papagaio de papel e cor 
puxado a cordão e sem nunca parar.
Carrinhos bonés petecas e botas 
Bigodes bonitos camisas xadrez 
E calças compridas iguais às do pai

As bolas de gude e de meia e o pião
A cela os cavalos e o caminhão.

http://vaniserezende.blogspot.com.br/

Pela 1ª vez Custódia vai receber a semana do bebê


Mais um marco para o município com uma gestão comprometida com todas as necessidades do seu povo. Custódia vai sediar a 1° Semana do Bebê que vai acontecer hoje (25), no Auditório da Secretaria de Educação, às 19h. A programação segue até o próximo domingo (30), com várias ações voltadas para partilhar técnicas, experiências, informações e implementações de práticas para o bem estar de gestantes, mães, pais e seus filhos.

A abertura vai acontecer com uma Palestra Magna sobre a convivência com a diversidade com o palestrante Dr. Eduardo Paysan. Além da presença da população e autoridades locais.

Segue abaixo toda a programação da Semana:

Terça-feira (25.11.2014)
19h - Abertura com Palestra Magna: Convivendo com a Diversidade: Infância e Relações Étnicas e de Gênero.
Palestrante: Dr. Eduardo Paysan.
Local: Auditório da Secretaria de Educação.

Quarta-feira (26.11.2014)
09h – Premiação do Bebê Prefeito
Local: Unidade Mista Elizabeth Barbosa
15h – Oficina: Aprendendo a elaborar a alimentação para meu filho.
Palestrante: Nutricionista Janilton Rodrigues.
Público: Mães de Filhos da Creche
Local: Auditório da Secretaria de Educação.

Quinta-feira (27.11.2014)
16h – Palestra: Aproximando mãe/filho por meio da arte da Shantala
Palestrante: Enfermeira Edylloegna.
Público: Mães, gestantes e enfermeiros.
Local: Auditório da Secretaria de Educação.

Sexta-feira (28.11.2014)
16h30 – Palestra: Ser pai é...
Palestrante: Enfermeira Raquel (Coordenadora do Mãe Coruja Regional).
Público: Pais e Acs
Local: Auditório da Secretaria de Educação.
18h – Noite de Ninar com Orquestra de Flautas, Apresentação de Conto de História, Sarau Infantil.
Local: Praça Padre Leão.

Sábado (29.11.2014)
17h - Apresentações: Grupo de Balé, Grupo de Crianças Especiais, Teatro (NUCA). Resultado do melhor desempenho da campanha cultural entre escolares. Atividades Recreativas: Palhaços, brincadeiras, maquiagem infantil e pintura de unha.
Local: Praça Padre Leão.

Domingo (30.11.2014)
07h30 – Passeata de Carrinhos
09h – Benção Ecumênica

GPEC EM BUSCA DOS VESTÍGIOS DO CANGAÇO


No dia 18 de setembro de 2014, viajei de João Pessoa-PB, com os amigos e companheiros do nosso grupo, Narciso Dias e Jair Tavares, tendo como destino a cidade de Floresta-PE. Um dos objetivos principais dessa incursão aos sertões do Moxotó e do Pajeú pernambucano, era justamente visitar a emblemática Fazenda Poço do Ferro do lendário Coronel Ângelo da Gia. Por corruptela Anjo da Gia. Localizada a uns 12 km após Ibimirim-PE na PE 360 que dá acesso à cidade de Floresta-PE.

Ao chegarmos na porteira da fazenda, àquela sensação palpitante de está pisando no solo de um dos locais onde se deu um dos episódios mais relevantes e controversos na história do cangaço. A morte por acidente com arma de fogo do irmão primogênito e braço direito do já Rei do Cangaço, aquele que exercia com maestria a tática letal da retaguarda, o Antônio Ferreira. Foi um "sucesso", na linguagem cultural do sertanejo. Fato protagonizado pelo cangaceiro Luiz Pedro do Retiro.


Os primeiros contatos com os moradores da fazenda foram frutíferos.Povo simples,humilde e bastante solícito A casa grande que pertenceu ao coronel Anjo da Gia já não existe mais. 


Em conversa com moradores, fomos informados que a casa onde ocorreu o episódio que vitimou Antônio Ferreira, ficava a uns 300 metros no sentido sul. Ao chegarmos ao local indicado,o Sr.João muito cordato, afirmou que residia há muitos anos naquele local e prontificou-se a nos levar até a cova onde o irmão de Lampião, o Antônio Ferreira estava enterrado. Seguimos em fila indiana o Sr.João, seus filhos e o cachorro, encantados com a presença de pessoas estranhas ao seu cotidiano. Seguimos a comitiva em caminhar acelerado numa caatinga rala e solo bastante pedregoso, por uns trezentos metros até chegarmos ao local tão esperado Foi muito gratificante para nós que estudamos e temos o prazer em desvendar e garimpar os locais que são marcos na história do cangaço.Estávamos ali,diante da cova de um dos cangaceiros de maior destaque na fase primeira do cangaço Lampiônico. Fiquei pensando: "são raras as visitas a essa cova" Tudo era inédito para nós naquela hora escaldante do meio dia.Ficaram muitas lembranças e boas fotografias da ribeira do Moxotó.

Por Jorge Remígio

Vem ai prévia do Bloco KANIBAL 2015

João Lyra anuncia pagamento do 13º e antecipação da folha de dezembro

A economia pernambucana ganhou um novo ânimo neste final de ano. Trata-se do impulso proporcionado pelo pagamento do 13º salário dos servidores públicos estaduais, entre ativos, inativos e pensionistas, além do pagamento da folha salarial de novembro e da antecipação da folha de dezembro. O Governo de Pernambuco garante uma injeção, em menos um mês, de R$ 2,180 bilhões na economia local, onde grande parte deverá ser investida principalmente no comércio. O cronograma foi liberado, nesta terça-feira (25/11), pelo governador João Lyra Neto, durante cerimônia no Palácio do Campo das Princesas, sede do Governo de Pernambuco, que fica no Recife. Para Lyra Neto, o pagamento do 13º e a antecipação da folha de dezembro, além de uma demonstração de respeito com os servidores públicos, também ratificam a saúde financeira da atual gestão.

De acordo com a programação, o 13º salário (que equivale a um montante de R$ 710 milhões) será pago de uma só vez, nos dias 11 e 12 de dezembro, sendo a primeira data para os aposentados e pensionistas, e a segunda para os servidores ativos. Já a folha de dezembro, no valor de R$ 740 milhões, será antecipada para os dias 22, 23 e 24 do mesmo mês, seguindo o calendário de pagamento implantado ainda no início da gestão, em 2007. O calendário estabelece que no dia 22, recebem os aposentados e pensionistas; no dia 23, os servidores ativos da Secretaria de Educação; e no último dia os servidores ativos da administração direta e indireta. No calendário divulgado em janeiro, a previsão para os pagamentos da folha de dezembro seria para os dias 26, 29 e 30, respectivamente.

O governador João Lyra Neto explicou também que, para que o Estado consiga honrar com os compromissos do mês de dezembro, é necessário começar a planejar em março. “É preciso reservar cerca de 10% a 12% da receita mensal”, completou o chefe do Executivo pernambucano, lembrando que a folha é composta por 225 mil servidores

23 de novembro de 2014

[COMUNICADO SISMUC] A LUTA CONTINUA


Estimados custodienses,

Vimos através deste, comunicar a toda população, o descaso e a intransigência do atual governo e dizer que o executivo municipal não vem tendo a sensibilidade de atender as reivindicações do SISMUC (Sindicato dos Servidores Municipais de Custódia) o qual entrará com processos para fazer valer os direitos do servidor. 

Queremos deixar claro que não está sendo inteligente da parte do governo local, esse confronto com o Sindicato. A experiência já mostrou que todos os prefeitos que bateram de frente com o SISMUC saíram prejudicados politicamente. Necessário se faz excluir da atividade política essa cultura raivosa e separatista que não leva a lugar nenhum. É importante fazer valer o slogan do governo: “Juntos construindo um novo tempo”. Esse novo tempo deve ser de parceria, de políticas públicas a favor da população, projetos significativos, valorização do servidor, visão futurista, desenvolvimento da cidade, entre outros. 

Reafirmamos sempre o compromisso de trabalharmos em parceria, porém, solicitamos que o palanque seja desarmado para que de fato aconteça o trabalho em benefício do povo e do progresso de Custódia. 

“Aprende-se na escola que política é a ciência da organização, direção e administração de nações ou Estados, ou seja, POLÍTICA seria a arte de governar os povos e cabe ao homem, como animal político por natureza e ser pensante racional, fazer com que esta arte seja direcionada para os interesses da coletividade, visando alcançar seu principal objetivo que é criar uma relação de amizade, bem estar e de boa convivência entre os seus cidadãos.” Contudo, lamentavelmente, assistimos na prática diária uma sucessão de erros políticos, na maioria das vezes praticada de forma intencional que, uma vez cometidos, tornam-se princípios e a continuação do fazer política para alcançar outros meios e objetivos, que não àqueles de servir a sociedade. Fundamentados neste princípio queremos dizer que nunca é tarde para recomeçar e corrigir equívocos.

Necessário se faz que haja mais habilidade no trato com os servidores e demais cidadãos. Os impasses entre o SISMUC e o atual Governo Municipal dependem tão somente de uma coisa apenas: VONTADE POLÍTICA do gestor. 

DIRETORIA COLEGIADA SISMUC

Projeto Música para todos


A Escola Municipal de Música de Custódia vem fazendo um papel importante na vida das crianças e adolescentes da nossa cidade através do programa Música para todos.

Todos nós sabemos que a música exerce extraordinária influência sobre as pessoas. Esta arte é usada até nos fins terapêuticos, de relaxamento ou de estímulo para o trabalho, o incentivo que a prefeitura vem proporcionando com a escola municipal de música as crianças e adolescentes de Custódia é muito importante para sua formação “a criança e o Adolescente, por estar na fase de formação de sua personalidade é muito mais vulnerável às influencias do mundo que o circunda do que o jovem mais maduro. 

Bombardeados por informações econômicas, eróticas, religiosas, políticas e sensacionalistas, as crianças e os adolescentes estão expostos precocemente ao mundo complexo dos adultos, por isso é que estamos investindo muito na música em nossa cidade queremos que as crianças e adolescentes e até os adultos sigam um caminho diferente, instrumentos novos adquiridos recentemente, espaço exclusivo para as aulas, fardamento novo para a Banda Mauro César são alguns dos vários investimentos feitos para essa finalidade e digo que muito mais ainda vou fazer” disse o Prefeito Luiz Carlos Gaudêncio orgulhoso pelos resultados já conquistados pelos músicos hoje mais adultos que já ganham a vida como músicos profissionais “os méritos conquistados eu divido com o Maestro Rock Nunes que desempenha um papel importante e toda comunidade Custodiense que apoia esse projeto” .

André Brasiliano ASCOM-PMC

Capacitação na área de produção e conservação de forragens em Custódia


O Escritório do IPA de Custódia, Gerência Regional Serra Talhada, promoveu capacitação na área de produção e conservação de forragens com os alunos do 6º Período do curso de Zootecnia da UAST - Unidade Acadêmica de Serra Talhada, na quinta-feira (13/11). O Evento foi montado em duas partes, sendo a primeira com aulas práticas, na forma de ensilagem em Sincho e sacos, no sítio Lagoa do Capim, propriedade de Cícero Monteiro. No local, os participantes puderam observar e vivenciar as diversas etapas do processo e palestra ocorrida nas dependências do Escritório do IPA em Custódia, onde foi aprofundado aspectos metodológicos e técnicos da atividade.

Fonte: Núcleo de Comunicação do IPA

Nertan Macedo cita Custódia em verso de 1950


Verso coletado por Nertan Macedo, publicado em 1950 no Rio de Janeiro:

Tenho casa, tenho fome,
bolandeira no Salgueiro,
na serra da Cana Brava
coronel é coiteiro,
na serra do Logradouro
o compadre é fazendeiro,

nas furnas da Serra Negra
viro bicho maloqueiro,
no Limão, no Canindé
tenho cavalo estradeiro,
suspiro pelo descanso
no viver de cangaceiro,
quero moça de janela
em Custódia e Tabuleiro.

Nertan Macêdo (Crato, 20 de maio de 1929) é um escritor brasileiro.

É filho de Júlio Teixeira de Alcântara e Corina Macedo de Alcântara e irmão de Denizard Macêdo, escritor e jornalista, redator do Diário de Pernambuco, Jornal do Commercio e O Jornal.

Ocupou a cadeira número 17 do Instituto Cultural do Cariri.

Matéria enviada por José Soares de Melo

[Há 2 anos] Fernando Florêncio recebe prêmio da Academia Limeirense de Letras


O custodiense Fernando Florêncio foi laureado com um certificado LITTERARE EX CATHEDRA, prêmio  ALLe - Reconhecimento Literário, pela indicação a Academia Limeirense de Letras, pelo livro FOI ASSIM. ´

A indicação foi feita por Francisco Alves, outro custodiense (radicado em Limeira-SP), membro da Câmara Brasileira de Cultura em São Paulo.  

Artigo do leitor: “Nunca se roubou tão pouco”

ricardo semler Artigo do leitor: Nunca se roubou tão poucoArtigo do empresário Ricardo Semler (foto), 55 anos, publicado pela Folha de S.Paulo. Semler é sócio da Semco Partners, foi professor visitante da Harvard Law School e professor de MBA no MIT – Instituto de Tecnologia de Massachusetts (EUA).
Em seu artigo, ele reconhece que as prisões dos executivos de várias empreiteiras, apanhados na Operação Lava-Jato deflagrada pela Polícia Federal, representa “um passo histórico” para o país. E olha que Semler faz questão de ressaltar que acompanha o PSDB.
Confiram:
Não sendo petista, e sim tucano, sinto-me à vontade para constatar que essa onda de prisões de executivos é um passo histórico para este país.
Nossa empresa deixou de vender equipamentos para a Petrobras nos anos 70. Era impossível vender diretamente sem propina. Tentamos de novo nos anos 80, 90 e até recentemente. Em 40 anos de persistentes tentativas, nada feito.
Não há no mundo dos negócios quem não saiba disso. Nem qualquer um dos 86 mil honrados funcionários que nada ganham com a bandalheira da cúpula.
Os porcentuais caíram, foi só isso que mudou. Até em Paris sabia-se dos “cochons des dix pour cent”, os porquinhos que cobravam 10% por fora sobre a totalidade de importação de barris de petróleo em décadas passadas.
Agora tem gente fazendo passeata pela volta dos militares ao poder e uma elite escandalizada com os desvios na Petrobras. Santa hipocrisia. Onde estavam os envergonhados do país nas décadas em que houve evasão de R$ 1 trilhão –cem vezes mais do que o caso Petrobras- pelos empresários?
Virou moda fugir disso tudo para Miami, mas é justamente a turma de Miami que compra lá com dinheiro sonegado daqui. Que fingimento é esse?
Vejo as pessoas vociferarem contra os nordestinos que garantiram a vitória da presidente Dilma Rousseff. Garantir renda para quem sempre foi preterido no desenvolvimento deveria ser motivo de princípio e de orgulho para um bom brasileiro. Tanto faz o partido.
Não sendo petista, e sim tucano, com ficha orgulhosamente assinada por Franco Montoro, Mário Covas, José Serra e FHC, sinto-me à vontade para constatar que essa onda de prisões de executivos é um passo histórico para este país.
É ingênuo quem acha que poderia ter acontecido com qualquer presidente. Com bandalheiras vastamente maiores, nunca a Polícia Federal teria tido autonomia para prender corruptos cujos tentáculos levam ao próprio governo.
Votei pelo fim de um longo ciclo do PT, porque Dilma e o partido dela enfiaram os pés pelas mãos em termos de postura, aceite do sistema corrupto e políticas econômicas.
Mas Dilma agora lidera a todos nós, e preside o país num momento de muito orgulho e esperança. Deixemos de ser hipócritas e reconheçamos que estamos a andar à frente, e velozmente, neste quesito.
A coisa não para na Petrobras. Há dezenas de outras estatais com esqueletos parecidos no armário. É raro ganhar uma concessão ou construir uma estrada sem os tentáculos sórdidos das empresas bandidas.
O que muitos não sabem é que é igualmente difícil vender para muitas montadoras e incontáveis multinacionais sem antes dar propina para o diretor de compras.
É lógico que a defesa desses executivos presos vão entrar novamente com habeas corpus, vários deles serão soltos, mas o susto e o passo à frente está dado. Daqui não se volta atrás como país.
A turma global que monitora a corrupção estima que 0,8% do PIB brasileiro é roubado. Esse número já foi de 3,1%, e estimam ter sido na casa de 5% há poucas décadas. O roubo está caindo. Mas como a represa da Cantareira, em São Paulo, está a desnudar o volume barrento.
Boa parte sempre foi gasta com os partidos que se alugam por dinheiro vivo, e votos que são comprados no Congresso há décadas. E são os grandes partidos que os brasileiros reconduzem desde sempre.
Cada um de nós tem um dedão na lama. Afinal, quem de nós não aceitou um pagamento sem recibo para médico, deu uma cervejinha para um guarda ou passou escritura de casa por um valor menor?
Deixemos de cinismo. O antídoto contra esse veneno sistêmico é homeopático. Deixemos instalar o processo de cura, que é do país, e não de um partido.
O lodo desse veneno pode ser diluído, sim, com muita determinação e serenidade, e sem arroubos de vergonha ou repugnância cínicas. Não sejamos o volume morto, não permitamos que o barro triunfe novamente. Ninguém precisa ser alertado. Cada um de nós sabe o que precisa fazer, em vez de resmungar.
Ricardo Semler/Empresário

22 de novembro de 2014

Um novo tempo na gestão do CUSTOPREV


O Gestor do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Custódia, Wagner Moura, desde o início de sua gestão em 2013 vem procurando desenvolver um trabalho de recuperação financeira do instituto bem como agir de acordo com a legislação previdenciária pertinente. Procurando sempre investir os recursos decorrentes das contribuições dos servidores e do ente municipal e bem como os valores já resgatados via Compensação Previdenciária junto ao INSS, de forma atingir a meta atuarial determinada pelo Ministério da Previdência Social - MPS, para os recursos previdenciários de todos os regimes próprios de previdência.

O Gestor de Previdência visando atender a Portaria MPS nº 519/2011 onde estipulou um prazo até 31 de dezembro de 2013 para os gestores de previdência detenha certificação de investidor qualificado. Participou a pouco tempo atrás do processo de certificação da ANBIMA para obtenção do CPA-10 realizado na cidade do Recife – PE, onde foi aprovado.

Desta forma, Wagner Moura, disse que vem procurando desenvolver um trabalho de acordo com a orientação do prefeito Dr. Luiz Carlos de sempre procurar soluções para viabilizar o CUSTOPREV que é o maior patrimônio do servidor municipal, por contribuir a vida inteira visando em se aposentar e com a segurança e a certeza que os seus direitos estarão garantidos.

André Brasiliano ASCOM-PMC

Operação da Compesa encontra desvios ilegais no Sistema Adutor do Sertão


Mais uma ação de fiscalização do Sistema Adutor do Sertão foi realizada na última semana, como parte da Operação Água Legal. Entre os dias 12 e 16 de novembro, a equipe da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), acompanhada pela Companhia Independente de Operações e Sobrevivência na Área de Caatinga (CIOSAC), realizou buscas por ligações clandestinas no sistema, no município de Cabrobó, no Sertão Central.

Nessa ação, treze desvios clandestinos de água foram encontrados em trechos da adutora, entre Cabrobó e a Serra de Monte Santo, no mesmo município. “Quando observamos a redução de vazão na chegada das Estações de Tratamento de Água (ETAs), solicitamos apoio policial para fiscalização nos trechos de difícil acesso das adutoras. Os desvios são utilizados para irrigação de culturas diversas, acarretando déficit na produção de todo o sistema de abastecimento d’água”, explicou o gerente Regional do Sertão Central, Januário Nunes.

Atualmente, a Adutora do Sertão possui uma vazão de 310 litros por segundo na chegada da Estação Elevatória de Monte Santo. O sistema é responsável pelo bombeamento d‘água para distribuição nos municípios de Salgueiro, Serrita, Terra Nova e Verdejante, atendendo cerca de 105 mil habitantes. A Operação Água Legal, que teve início em 2012, com o objetivo de fiscalizar e suprimir desvios clandestinos de água no Sertão do estado, até o momento encontrou e corrigiu 151 irregularidades no Sistema Adutor do Sertão.

Morre “Seu Lunga”, poeta, repentista, e contador de causos do Ceará

Joaquim Santos Rodrigues, o “Seu Lunga”, morreu por volta das 9 horas deste sábado (22) na cidade de Barbalha, no Cariri cearense. “Seu Lunga” tinha 87 anos e estava internado no Hospital São Vicente de Paulo há três dias, em Barbalha, por causa de um câncer de esôfago. O sepultamento será neste domingo(23) no Cemitério do Socorro, em Juazeiro do Norte. Comerciante, poeta e repentista ganhou fama no Nordeste pelos causos que citavam seu mau-humor.

“Seu Lunga” nasceu no dia 18 de agosto de 1927, no Sítio Gravatá, na zona rural do município de Caririaçu, na Região do Cariri. Viveu a infância com os pais e sete irmãos no município de Assaré, e com 16 anos foi morar em Juazeiro do Norte.

O cearense é um dos mais folclóricos nomes da cultura popular nordestina. Tornou-se personagem de inúmeras anedotas por suas respostas ao ”pé da letra”, diretas e intempestivas.

O apelido, recebeu de uma vizinha que passou a chamá-lo de Calunga que, com o tempo foi reduzido para “Lunga”. Casado com dona Carmelita Rodrigues Camilo, era pai de 13 filhos, dos quais, dois morreram.

“Causos”
Em entrevista veiculada na TV Verdes Mares em abril de 1996, um morador conta que o prefeito de Juazeiro do Norte precisou construir uma praça e avisou aos moradores das casas que retirassem os veículos, já que a praça fecharia o acesso às garagens. “Seu Lunga” cismou e disse que não retirava. O resultado é que o carro ficou “preso” na garagem, segundo o morador.

Perguntado pela repórter se o comentário era verdadeiro, ele respondeu: “Tudo no mundo tem jeito. O que não tem jeito é esse bando de desocupado que fica inventando estória e fazendo pergunta imbecil”. “O senhor é popular na cidade”, pergunta o repórter? “Não. É que eu não gosto de pergunta imbecil e o povo gosta de fazer pergunta imbecil. Tem de pensar antes de falar. Eu não tenho esse jeito de falar bobagem e de ouvir besteira”. A entrevista continua: “O senhor vende tudo aqui, não é, “Seu Lunga”?”. O comerciante reponde de pronto: “Não. O mundo não tem tudo, como é que você quer que eu venda tudo aqui na minha mercearia?”

Sobre os políticos, “Seu Lunga” também tinha opinião formada é não era das melhores. “No nosso Brasil tá faltando homem de fibra, de caráter, homem que faça as coisas de maneira honesta. Esse povo que está aí no poder, mandando, é de fazer vergonha”.

( Do G 1 )

TCU constata superfaturamento de R$ 42 milhões em obras

Da Folha de São Paulo

O TCU (Tribunal de Contas da União) julgou nesta quarta-feira (19) um processo que aponta superfaturamento de R$ 42 milhões em trechos das obras de transposição do Rio São Francisco. O montante representa 4,7% do orçamento de R$ 895 milhões do projeto. Trata-se da construção de um canal com 112,5 quilômetros, cruzando 13 cidades da Paraíba. O empreendimento foi financiado com recursos federais do Ministério da Integração Nacional e administrados pelo governo do Estado da Paraíba.

Além das suspeitas sobre os valores, os ministros do tribunal encontraram irregularidades na licitação organizada pela Secretaria de Meio Ambiente paraibana, em 2010. A pasta, ainda segundo o TCU, também não aprovou os projetos básicos apresentados pelas empreiteiras.

A obra foi dividida em três lotes. As empresas Carioca Christiani-Nielsen Engenharia, a S/A Paulista de Construções e Comércio e a Serveng-Civilsan arremataram o primeiro trecho, apresentando uma proposta de R$ 203 milhões. Já os outros dois ficaram com o consórcio Acauã (empresas Construtora Queiroz Galvão, Via Engenharia, Construtora Galvão Engenharia e Construtora Marquise), que ganharão cerca de R$ 690 milhões para executá-los.

O TCU constatou superfaturamento nos três lotes: R$ 4 milhões no primeiro (equivalente a 1,2% do orçamento desse trecho); R$ 27 milhões no segundo (8,5%) e, no último, de R$ 11,3 milhões (6%).

21 de novembro de 2014

Oposição quer Samuel Marinho contra Luiz Carlos

Se o grupo situacionista em Custódia prefere o silêncio sobre uma possível reeleição do prefeito Luiz Carlos (PT), a oposição trabalha nos bastidores para as eleições de 2016. Até o momento, três frentes aparecem como oposição ao petista: o grupo do ex-prefeito, Nemias Gonçalves (PSB), o grupo do atual vice-prefeito, Manuca (PRP) e ainda um grupo que tenta colocar no páreo, o empresário e presidente da CDL, Samuel Marinho, que começa a ser sondado novamente para ser o candidato oposicionista.

Na busca por encorpar uma chapa competitiva e com simpatia, lideranças políticas trabalham a possibilidade de Samuel concorrer à prefeitura. O empresário recebeu o convite para o embate eleitoral em 2012, mas acabou não aceitando a participação ativa no processo. Para o próximo pleito, há informações de que Samuel já está com um projeto diferente, basta apenas convencer a família…

Fonte: Itamar França

Custodiense do MPPE é premiado em congresso de gestão do CNMP

 


O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) conquistou o terceiro lugar do Prêmio do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) 2014, na categoria Unidade e Eficiência da Atuação Institucional e Operacional, com o Sistema de Acompanhamento das Cofimps e das Ações Penais Tributárias (Siacap). O prêmio foi entregue, na terça-feira (21), ao coordenador do Centro de Apoio Operacional (CAOP) às Promotorias de Combate à Sonegação Fiscal, procurador de Justiça José Lopes, e o servidor do Caop Sonegação Fiscal, Paulo Mozart de Queiroz (foto) - responsável pelo sistema - durante a abertura do 5º Congresso Brasileiro de Gestão do Ministério Público, que está sendo realizado em Brasília até o dia 23.

O Siacap é um sistema de banco de dados que permite ao CAOP Sonegação Fiscal a elaboração de relatórios para fundamentar a tomada de decisões no combate à sonegação fiscal. Desde a sua adoção, em 2012, o sistema já permitiu a recuperação de cerca de R$ 108 milhões. Considerando o total de 439 denúncias oferecidas ao MPPE, o montante de recursos que poderá, ainda, ser resgatado para os cofres do Estado de Pernambuco pode chegar a R$ 474 milhões.

Além de reaver os tributos não recolhidos ao Estado, o Siacap também auxilia fornecendo dados para os promotores de Justiça oferecerem ações penais contra os autores de crimes tributários. O sistema permite ainda que o MPPE realize um diagnóstico integrado das informações fiscais com a Secretaria da Fazenda do Governo de Pernambuco, bem como com outras instituições e órgãos de controle.

Ao todo, o Prêmio CNMP 2014 contou com 40 projetos finalistas de 655 práticas inscritas no Banco de Projetos pelas unidades do MP de todo o País, selecionados em oito categorias: Defesa dos Direitos Fundamentais; Transformação Social; Indução de Políticas Públicas; Diminuição da Criminalidade e da Corrupção; Unidade e Eficiência da Atuação Institucional e Operacional; Comunicação e Relacionamento; Profissionalização da Gestão e Tecnologia da Informação.

Na categoria Unidade e Eficiência da Atuação Institucional e Operacional, o primeiro lugar ficou com o projeto de Combate ao Comércio Ilícito de Bens Culturais, do Ministério Público de Minas Gerais; e o segundo com o projeto de Reestruturação do Processo de Investigação, do Ministério Público do Rio Grande do Sul.

Congresso - o 5° Encontro Nacional tem como temática central a Gestão por Resultados, com uma extensa programação de palestras e debates focados em áreas como gestão administrativa, gestão de pessoas, comunicação social, orçamento, tecnologia da informação, segurança institucional e controle interno.

Fonte: MPPE

Reunião do Conselho Municipal de Segurança e Cidadania - COMSEC


Hoje, 20 de novembro, no Plenário da Câmara Municipal de Vereadores de Custodia, o Conselho Municipal de Segurança e Cidadania - COMSEC, reuniu-se com o objetivo de consolidar informações referente as ações realizadas pelo município, órgãos e entidades participantes do conselho, na tarefa de atender as metas do Projeto “Pacto dos Municípios pela Segurança Pública”, para produção de relatório. 

Cada entidade explanou as ações realizadas. O Presidente do Conselho, Cristiano Dantas, destacou as providências realizadas pelo Poder Executivo, com total apoio do Prefeito Luiz Carlos: 

- Termo de Ajuste de Conduta com o Ministério Público Estadual, que tem como objeto o estabelecimento de medidas que promovam a melhoria na segurança e na organização das programações artísticas e culturais, em todos os eventos promovidos ou autorizados pela Prefeitura Municipal; 
- Empenho em melhorar a iluminação pública, com ofícios solicitando agilidade a CELPE, manutenção de pontos de responsabilidade da Prefeitura, a exemplo da recuperação das luminárias da Praça da Redenção, da margem da BR 232, Praça da Vila da COHAB, Avenida Joaquim Tenório, Loteamento Samambaia (com parceria com o proprietário do loteamento), próximo ao Terminal rodoviário; 
- Cadastro de Bares e interdição dos irregulares; em parceria com as autoridades policiais, monitoramento dos pontos de Moto-taxistas; 
- sancionou Lei que regulamentação do uso de câmaras de monitoramento nas áreas externas das Agencias Bancarias; Incentivo a atividades culturais (escola de música, implantação e recuperação de bandas marciais, grupo de dança, esportes, artesanato); 
- em parceria com a Policia Militar, implantação do Programa Educacional de Resistência às Drogas – PROERD. 

Mas, o principal fruto do funcionamento do COMSEC é sem dúvida a harmonia e facilidade de comunicação entre as entidades participantes. Ficou definido como próximas metas: a criação nas Escolas da rede pública de Comissões de Controle de Conflitos e sensibilização com palestras educativas com alunos, pais e equipe de professores e gestores escolares e demais convidados, de acordo com a temática a ser envolvendo temas da realidade, como: 

- Bullying, violência doméstica e sexual, drogas, bebidas alcóolicas, tabagismo, substâncias entorpecentes, gravidez precoce, estrutura e convivência familiar, como também, algumas leis: 

Estatuto da Criança e do Adolescente, Lei Estadual do Aluno e, por sugestão do representante da CIOSAC, a próxima reunião terá como objetivo conscientização de comerciantes, donos de bares, quanto a venda de álcool a menores de idade e normas aplicadas a esses estabelecimentos.

20 de novembro de 2014

Secretário do Meio Ambiente recebe premiação em São Paulo


O Secretário do Meio Ambiente, Domingos Rodrigues, recebeu ontem (19), em São Paulo, o Prêmio Eficiência e Qualidade Brasil 2014, na categoria Meio Ambiente enquanto Analista Ambiental. O secretário destacou que o prêmio foi alcançado com a confiança do Prefeito Luiz Carlos em seu trabalho na área ambiental do município.

ASCOM-PMC

Campanha Natal Solidário 2014,Custódia FM e Paróquia São José.



Colaborem com a doação de alimentos não perecíveis,roupas,calçados e brinquedos.O que é pouco para quem tem,é muito para quem precisa.

Pontos de Arrecadação:

Rádio Custódia FM;
Secretaria Paroquial;
Supermercado são José;
Supermercado O grande rio;
Supermercado Cordeiro;
Mercadinho Moura;
Plano Assistencial BM;
Escola General Joaquim Inácio e Mercadinho Rodrigues.

Campanha Natal Solidário 2014!!!

Custódia FM e Paróquia São José,Faça parte você também!!!

20 de Novembro dia Nacional da Consciência Negra


No dia 20 de novembro comemora-se o Dia Nacional da Consciência Negra, em homenagem à morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares.

O quilombo era uma localidade situada na Serra da Barriga, onde escravos se refugiavam. Com o passar dos anos, chegou a atingir uma população de vinte mil habitantes, em razão do aumento das fugas dos escravos.

Os escravos serviam para fazer os trabalhos pesados que o homem branco não realizava, eles não tinham condições dignas de vida, eram maltratados, apanhavam, ficavam amarrados dia e noite em troncos, eram castigados, ficavam sem água e sem comida, suas casas eram as senzalas, onde dormiam no chão de terra batida.

Muitas pessoas eram contra essa forma de tratar os negros e várias tentativas aconteceram ao longo da história para defender seus direitos. Em 1871 a Lei do Ventre Livre libertou os filhos de escravos que ainda iriam nascer; em 1885 a Lei dos Sexagenários deu direito à liberdade aos escravos com mais de sessenta anos.

Mas Princesa Isabel foi a responsável pela libertação dos escravos, quando assinou a Lei Áurea, em 13 de maio de 1888, dando-os direito de ir embora das fazendas em que trabalhavam ou de continuar morando com seus patrões, como empregados e não mais como escravos.

O dia da consciência negra é uma forma de lembrar o sofrimento dos negros ao longo da história, desde a época da colonização do Brasil, tentando garantir seus direitos sociais.

Hoje temos várias leis que defendem esses direitos, como a de cotas nas universidades, pois acredita-se que, em razão dos negros terem sido marginalizados após o período de escravidão, não conseguiram conquistar os mesmos espaços de trabalho que o homem branco.

Na época da escravidão os negros não tinham direito ao estudo ou a aprender outros tipos de trabalho que não fossem os braçais, ficando presos a esse tipo de tarefa.

Muitos deles, estando libertos, continuaram na mesma vida por não terem condições de se sustentar.

O dia da consciência negra é marcado pela luta contra o preconceito racial, contra a inferioridade da classe perante a sociedade. Além desses assuntos, enfatizam sobre o respeito enquanto pessoas humanas, além de discutir e trabalhar para conscientizar as pessoas da importância da raça negra e de sua cultura na formação do povo brasileiro e da cultura do nosso país.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia

19 de novembro de 2014

Pedra e Custódia entre os 90 municípios não cumprem a Lei de Responsabilidade Fiscal




Metade dos municípios pernambucanos devem terminar 2014 com problemas junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE). Segundo levantamento do próprio TCE, 90 das 184 cidades estão acima do limite máximo de comprometimento da receita com despesas de pessoal, que é de 54%. Para evitar punições, alguns prefeitos precisaram “cortar na carne”, demitindo funcionários comissionados e contratados em massa. No entanto, o clima de crise deve permanecer sem solução em 2015.

A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) estabelece limites de comprometimento com despesa de pessoal e o TCE é responsável por alertar os prefeitos. Quando a prefeitura extrapola o limite máximo, de 54%, o gestor fica impedido de contrair novas despesas e ainda pode ser punido. Só em 2014, 151 municípios receberam os três tipos de alertar emitidos pelo TCE.

No topo da extensa lista de cidades acima dos 54%, o município de Cupira, no Agreste, chega a comprometer 77,95% da sua receita anual com despesas de pessoal. De um orçamento de R$ 34 milhões, a prefeitura emprega R$ 26 milhões para a folha de pagamento. Com os R$ 8 milhões restantes, o prefeito tem que fazer a manutenção da máquina administrativa e dos serviços oferecidos nas áreas de educação, saúde, assistência social e limpeza urbana, por exemplo. Outro caso é Nazaré da Mata, com orçamento anual de R$ 40 milhões, dos quais utiliza R$ 30 milhões (76,31%) para remunerar o quadro funcional. Grandes cidades como Paulista (55,17%), Igarassu (66,62%), Carpina (63,52%), Goiana (63,40%) e Gravatá (67,03%) também entraram na lista.


Para se adequar à lei, os municípios têm recorrido a corte nas gratificações, como fez o Cabo de Agostinho e Moreno, no Grande Recife, e Água Preta, na Mata Sul. Para outros, o jeito foi demitir cargos comissionados. Carpina, na Mata Norte, demitiu cerca de 400 comissionados, enquanto Itapissuma, no Grande Recife, colocou na rua 160 pessoas que ocupavam cargos de comissão. “No final do ano ficou mais claro, a crise agravou-se. Demissão é uma coisa terrível, é a última medida que qualquer gestor toma”, afirma o presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), José Patriota.

Segundo Patriota, dificilmente as prefeituras que extrapolaram os 54% irão honrar os compromissos trabalhistas dos funcionários demitidos, como pagamento de décimo terceiro e férias. “Acho que a maioria (das prefeituras) não vai cumprir. A gente nunca viveu uma crise tão grave, é difícil cumprir a missão com receita estagnada”, confessa Patriota.

A diminuição dos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) é vista como principal fator de redução das receitas municipais. “Os funcionários de programas federais e estaduais, como o Saúde da Família, são registrados na folha do município. Se a União e o Estado assumissem os gastos dos seus programas, nossa situação estaria melhor”, definiu. Entre as soluções, Patriota apontou o aprimoramento do pacto federativo e a redistribuição de atribuições de União, Estados e Municípios.

De acordo com a coordenadora de controle externo do TCE, Bethânia Melo, o ideal é que as prefeituras fiquem perto do limite que a lei impõe. O exercício de 2014 se encerra no dia 31 de dezembro, mas os prefeitos terão até o dia 30 de janeiro de 2015 para apresentar um percentual de acordo com a LRF. “Caso o prefeito ultrapasse a despesa com pessoal (54%), a LRF concede um prazo de 2 quadrimestres para retorno ao limite”, explica Bethânia. Essa recondução ao limite será acompanhada pelo TCE e, caso o gestor não cumpra os prazos, ele pode ter as contas rejeitadas.