21 de julho de 2015

Comentário feito na postagem: Jorge Remígio - Adendos para Blog Lampião Aceso


Sou Sérgio, minha avó paterna Olindina Pereira Wanderley é sobrinha de Sinhô Pereira, pois ela vem a ser a caçula de Francisco Pereira da Silva Neto e Generosa Pereira da Silva.


Minha avó nasceu em 1898 na então Vila Bela, com a morte dos país aos 9 anos de idade foi morar com sua irmã Emília, casou com meu avô Manoel Nunes Wanderley em 1917, nascido em 1894 (faz. ou povoado Varzinha) em Vila Bela. Em 1923 foi morar em Cedro-Ce. voltando para Serra Talhada em 1928. Em 1932 sai de Serra Talhada chegando em Viçosa-Al. em 1936.

Adianto que descendo de dois filhos do capitão José Pereira da Silva, Coronel Francisco Pereira da Silva (fundador da Vila São Francisco) bisavô paterno de vovó Olindina e o Coronel Manuel Pereira da Silva (Comandante Superior) bisavô materno de vovó

Parabéns por suas correções e fica aqui meus agradecimentos a este espaço.

sergio-wanderley@hotmail.com
sergioewanderley@gmail.com

Link da postagem: AQUI

O drama dos pipeiros de Pernambuco que estão sem vê à cor do dinheiro do Governo do Estado faz 6 meses


Os pipeiros de Pernambuco em especial os que abastecem as famílias que moram na zona rural do Sertão do estado, estão desesperados e sem saber mais o que fazer e nem a quem recorrer.

A grita é uma só: “o governo Paulo Câmara (PSB) está devendo a eles os vencimentos referentes aos 6 meses de 2015”. De acordo com uma fonte ligada ao Palácio do Campo das Princesas não há previsão para o pagamento (dos pipeiros), segundo essa mesma fonte, todos os esforços estão sendo feito para pagar pelo ao menos o salário dos servidores, uma vez que o governo já anunciou o atraso.

Enquanto isso os pipeiros dizem que não tem mais como manter os serviços, estão devendo nas casas de peças, postos de combustíveis e até nos supermercados. Eles esperam um ato de sensibilidade por parte do governador.

“Saindo o pagamento, mesmo que não seja do valor total, já seria o suficiente para readquirir o credito nos postos de combustíveis e continuar com os trabalhos”, disse um deles.

A situação econômica do estado é de fato preocupante, as informações é de que até os alugueis das viaturas policiais estão com três meses em atraso.

Bolsa-Família cortado


Em relação aos cortes no programa Bolsa-Família, a IstoÉ informa que sofrerá um corte de R$ 800 milhões, contrariando a projeção de aumento dado pela presidente Dilma na campanha. Em 2014, o Governo promoveu um reajuste do programa acima da inflação e desembolsou R$ 4,4 bilhões. Este ano, entretanto, está previsto um total de investimento da ordem de R$ 2 bilhões. O primeiro prefeito a confirmar cortes no Estado foi João Mendonça, de Belo Jardim. Segundo ele, a tesourada atingiu duas mil famílias. 

(Via: IstoÉ/ Magno Martins)

[Utilidade Pública] Jovem tem moto roubada em festividade de Nazaré do Pico


Neste último domingo, dia (19), o jovem de nome Adriano Cicero de Souza, teve sua motocicleta de marca HONDA CG 150 FAN Esi de placa PEV-8291 de cor Preta tomada de assalto por dois elementos não identificados nas festividades da 15ª Missa de Vaqueiro em Nazaré do Pico, distrito de Floresta-PE.

Quem tiver alguma informação sobre o paradeiro da motocicleta entrar em contato pelos telefones: (87) 99901-0768, (87) 99934-7328, (87) 99600-9596. Que será bem recompensado.

Seca: governo reconhece estado de emergência em municípios do Nordeste



Do Correio do Brasil

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional, reconheceu a situação de emergência em municípios do Piauí, de Alagoas e da Bahia em razão da seca. As portarias da secretaria foram publicados no Diário Oficial da União desta ternça-feira. No total, 296 municípios nos três Estados foram afetados pela estiagem.

O Piauí tem o maior número de cidades em emergência: 152. Há 224 municípios no Estado. Uma das regiões mais afetadas é São Raimundo Nonato, onde fica o Parque Nacional da Serra da Capivara, no Sul do Estado. Segundo o secretário estadual de Defesa Civil, Hélio Isaías da Silva, os efeitos da seca nessa área prejudicam 110 mil pessoas, em nove municípios, que dependem da barragem Petrônio Portela. O reservatório está com apenas 12% de sua capacidade e a água, em razão do baixo nível, não tem qualidade para o consumo.

Para melhorar a situação do Estado, os carros-pipa abastecem as zonas urbanas. Estão sendo instaladas adutoras para levar água de outros mananciais aos municípios mais atingidos pela seca. Conforme o secretário, o governo do estado já recebeu R$ 12 milhões do Ministério da Integração Nacional e aguarda a liberação de R$ 9,7 milhões para prosseguir com as ações emergenciais.

Em Alagoas, 38 dos 102 municípios do Estado estão em emergência em consequência da dificuldade de acesso aos mananciais. Segundo o major Moisés Pereira de Melo, integrante da Defesa Civil estadual, o reconhecimento da situação vai possibilitar a liberação de R$ 20 milhões solicitados ao Governo Federal para apoiar as populações afetadas.

Atualmente, segundo Pereira de Melo, R$ 1,5 milhão é empregado em carros-pipa, mas o valor só cobre os custos do serviço por 30 dias. “A zona rural está sem acesso à água e há municípios que já entraram em colapso, como Cacimbinhas e Dois Riachos”, disse. Com os recursos do Governo Federal, o Estado planeja ampliar o número de carros-pipa, realizar a limpeza de mananciais e instalar adutoras para levar água às zonas urbanas.

Na Bahia, o reconhecimento da situação de emergência abrange 106 dos 417 municípios do Estado

Recorde de público no CineSesi em Custódia


Com uma grade recheada de atrações para toda a família, o CineSesi em parceria com a Prefeitura de Custódia, realizou em três dias um show de cultura para o povo e melhor ainda de graça. A abertura aconteceu na última sexta-feira (17) e foi até o domingo (19), na Praça Padre Leão. 

No nosso município foi exibido "Cine Holliúdy", "A Busca", "Os Croods", com um recorde de público. Todos os dias a praça estava lotada com uma estimativa de mais de 500 pessoas assistindo. “Isso é cultura viva para nosso povo de uma forma muito democrática e todos têm acesso”, disse o Prefeito Luiz Carlos que fez uma grande parceria com o Sesi para promover tal evento.


Uma expectadora idosa, Maria do Carmo, ficou muito feliz por ter participado do evento. “Um dos meus sonhos era ir ao cinema e sentir a emoção de ver na telona. Aqui depois dos meus sessenta anos tive a oportunidade de assistir ao ar livre e ter a mesma sensação como se fosse dentro de um cinema”, disse Maria do Carmo. 

Cine Sesi
O Cine Sesi é um projeto de democracia cultural, que leva cinema de qualidade e de graça para cidades do interior que nunca tiveram salas de exibição ou que tiveram suas salas fechadas. O objetivo do projeto é fomentar a abertura ou reabertura de cinemas em todo o País. Comemorando 14 anos, o Cine Sesi Cultural volta ao interior de Pernambuco levando o cinema para 40 municípios que não possuem salas de exibição, até o mês de outubro.

Ascom PMC

Convocação de Audiência Pública


O Prefeito do Município de Custódia tem a honra de convocar a população local para a Audiência Pública que vai acontecer na próxima quinta-feira (23), às 10h, no Auditório da Secretaria Municipal de Educação. A Audiência Pública tem por objetivo identificar prioridades, discussão e elaboração do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2016, com a participação do Poder Legislativo e de população.

Festa do Estudante de Triunfo terá Petrúcio, Adilson Ramos, Agnaldo, Jorge Vercilo, Maciel e Jorge de Altinho


PROGRAMAÇÃO DA 57ª DOS ESTUDANTES DE TRIUNFO

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

PALCO PRINCIPAL

Local: Pátio de Eventos Maestro Madureira

25/07 | Sábado
22h – Em canto e Poesia e Petrúcio Amorim

30/07 | Quinta-Feira
22h – Adilson Ramos e Agnaldo Timóteo

31/07 | Sexta-Feira
22h – Amigos Sertanejos e Jorge Vercilo

01/08 | Sábado
22h – Maciel Melo e Jorge de Altinho

POLO VITRINE DO PAJEÚ

Local: Polo Gastronômico – Bosque Horácio Timóteo

25/07 | Sábado
16:30h – Hora da Ciranda do Piri-Piri
17h – Cidinha Guedes e Zé Marques
19h – Poetizando a Rotina com Mariane Alves

26/07 | Domingo
16h – Cristaleira
16:30h – Hora da Ciranda do Piri-Piri
17h – Apresentação Poética: Retrato 3 x 3 (Alexandre Morais, Genildo Santana e Zé Adalberto)
19h – Orquestra Pifônica de Carnaíba – PE

30/07 | Quinta-Feira
16:30h – Hora da Ciranda do Piri-Piri
17h – Forró Pé de Serra – Eita Nós
19h – Varal Literário com Jessica Caitano e Elis Almeida

31/07 | Sexta-Feira
16:30h – Hora da ciranda do Piri-Piri
17h – Forró Pé de Serra – Mala e Cuia
18:30h – Farra Poética (Recital poético aberto)
19h – Templários Acústico

01/08 | Sábado
16:30h – Hora da Ciranda do Piri-Piri
17h – Recital Poético com a Infância Rimada de Tabira – PE
18h – Orquestra Isaías Lima
19h – Grupo Mambembe de São José do Egito – PE

Casa de apoio de Custódia em Recife tem novo endereço.



Visando mais segurança e conforto aos Cidadãos Custodienses, O Prefeito Luiz Carlos Gaudêncio alugou uma nova casa para acomodar os Custodienses que precisam de tratamento médico na capital do nosso Estado. 

“Essa nova casa de apoio é mais segura, ampla e arejada com mais quartos proporcionando um maior bem estar aos que necessitam de um espaço para fazer tratamentos fora do seu domicílio, com 03 viagens semanal, o ônibus (TFD) transporta cerca de 500 Custodienses todo mês, e com essa nova casa de apoio será dado um apoio melhor aos nossos munícipes”. 

Falou administradora da casa Graça Amaral que juntamente com Eliazar Araújo, Marinalva Nascimento e Solange Barbosa prestam ótimos serviços aos que se acomodam na casa de apoio. A nova casa de apoio fica na Rua: Nobre Lacerda Nº 219 Bairro: Madalena CEP: 50720-040 Recife-PE

André Brasiliano ASCOM-PMC

18 de julho de 2015

Aluno do CPM conquista Medalha de Ouro na Olimpíada Nacional de Matemática


A 10ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP 2014) teve um total de 18.187.971 alunos inscritos de 46.698 escolas. Dentre os alunos colégio da PMPE que se inscreveram, nove se destacaram e ganharam medalhas.A OBMEP é uma atividade do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) e recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Criada em 2005, tem como objetivos estimular o estudo da matemática nas escolas públicas e revelar talentos.Também são premiados professores, escolas e secretarias de educação de municípios que se destacam em virtude do desempenho dos alunos.

GERSON VINICIUS RODRIGUES DE MACEDO, 14 anos, aluno do Colégio da Polícia Militar de Pernambuco (CPM) – Petrolina, foi o ÚNICO MEDALHISTA DE OURO 2014 da rede estadual de Pernambuco, no nível 2 e também foi medalhista ouro na mesma olimpíada em 2012 e 2013. Gerson, ingressou no CPM em 2012, no 6° ano e hoje cursa o 9° ano do fundamental II, é natural de Paulistana – PI, filho de Raimundo V. Coelho de Macedo (agricultor) e Marineuma Coelho Rodrigues (do lar), reside atualmente em Petrolina com sua tia, Marineide Rodrigues. Já este ano, realizou a primeira fase da OBMEP 2015, obtendo um total de 19 acertos de 20 questões. Além das atividades desenvolvidas na escola, o aluno participa de estudos/treinamentos que são oferecidos pela Universidade Federal do Vale do São Francisco, com a finalidade de preparar estudantes da rede pública para a realização da OBMEP.

No próximo dia 20 de julho, haverá a Cerimônia Nacional de Premiação da OBMEP 2014, no Theatro Municiapl no Rio de Janeiro, onde serão entregues das comendas aos medalhistas, que serão convidados a participar do Programa de Iniciação Científica Jr. (PIC), que será realizado em 2015. (PMPE)

Confira programação dos filmes de hoje 2º dia do CINE SESI em Custódia


Logo mais, a partir das 18h30, segundo dia do CINE SESI em Custódia, em frente a Igreja Matriz. 

Na programa do dia, exibição do curta "Pimenta" e do longa metragem "A Busca". 

Segundo a idealizadora do Cine Sesi Cultural, Lina Rosa Vieira, o projeto busca incentivar a reabertura ou abertura das salas de projeção nas cidades. 

“O projeto nasce para o interior, porque na Região Metropolitana você ainda tem algum tipo de acesso”, explica. Ainda de acordo com Lina Rosa, ao proporcionar a experiência cinematográfica dentro da comunidade, se consegue uma média de mil pessoas por sessão, um número muito acima do que se costuma ter nas salas de projeção das capitais. 

Nas últimas edições mais de 53 mil espectadores prestigiaram as exibições.


Curta "Pimenta"
Sinopse:

Interior da Bahia. Anos 60. Não fosse a garrafa de pimentas que seu pai ganhara de presente, seria uma tarde qualquer para Zeca. Era uma garrafa linda, mas muito perigosa. Ele tinha que se livrar dela.

Longa "" Busca
Sinopse:

Um pai – o médico Theo Gadelha (Wagner Moura), 35 anos – é obrigado a jogar-se na estrada em busca de seu filho Pedro (Brás Antunes) que desaparece no fim de semana em que completaria 15 anos. O repentino e inexplicável sumiço do filho é a última carta a desabar no castelo de Theo. Seu casamento de 15 anos com Branca – médica como ele – acaba de ruir. Theo saiu em busca do filho, mas acaba encontrando seu pai, com quem não fala há vários anos. De cara para o pai, enxerga a si mesmo, redescobre o filho e se desarma com a mulher que nem por um momento deixou de amar.

Prefeito Luiz Carlos participa do 1º Dia do Cine SESI





Nesta última sexta-feira o Prefeito Luiz Carlos, juntamente com sua esposa Drª Silvia, e equipe de governo, prestigiaram o 1º dia do Cine Sesi. 

O evento foi um verdadeiro sucesso, contou com a presença de milhares de pessoas. 

"É bonito ver diversas famílias reunidas, crianças sorrindo e se divertindo durante as apresentações dos filmes, e o melhor que tudo isso na nossa praça principal, na nossa cidade! É um evento que consegue parar a cidade", disse o prefeito. 

Lembrando que as exibições se estenderão até domingo, 19/07/2015.

Ascom PMC

Custódia debate o SUS durante a 4° Conferência Municipal



Foi nesta quinta-feira (16), o município de Custódia sediou a 4° Conferência Municipal de Saúde. O evento teve por objetivo promover o debate sobre os rumos do Sistema Único de Saúde (SUS) entre profissionais da área, representantes da sociedade civil organizada e usuários do sistema. 

A agenda é preparatória para o 15° Conferência Nacional de Saúde, evento quadrienal que vai acontecer entre os dias 1 a 4 de dezembro, em Brasília, com o tema “Saúde Pública de qualidade para cuidar bem das pessoas: Direito do povo brasileiro”.

Os eixos temáticos são direito à saúde, garantia de acesso e atenção de qualidade; participação social; valorização do trabalho e da educação em saúde; financiamento do SUS e relação público-privado; gestão do SUS e modelos de atenção à saúde; informação, educação e política de comunicação do SUS; e ciência, tecnologia e inovação do SUS.

Shows programados para hoje e amanhã em Custódia





2º Seminário Municipal da Educação Básica


PROFESSORES, COORDENADORES E GESTORES

Está chegando ...
...nosso Seminário Municipal da Educação Básica!

Te espero lá!!!

Local: Colégio Municipal Ernesto Queiroz
Data: 27 e 28 de julho
Credenciamento: 7:30h

17 de julho de 2015

Arcoverde, Custódia, Betânia, Ibimirim, Inajá, Manari, Sertânia e mais 16 municípios vão ganhar cisternas de calçadão

Equipe técnica da ONG Centro de Educação Comunitária Rural (Cecor) sediada em Serra Talhada, se prepara para iniciar a construção de 2.025 cisternas calçadão de 52 mil litros em 23 municípios dos Sertões Pajeú e Moxotó. A iniciativa faz parte do Projeto Pernambuco Mais Produtivo, por meio da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária do governo do Estado (SARA), a partir de convênio com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), em parceria com a Articulação Semiárido Brasileiro (ASA).

De acordo com o coordenador do projeto, Pedro Barbosa dos Anjos, a equipe já está bem adiantada. “Alguns técnicos estão cadastrando as famílias, outros ministrado os cursos de capacitação, além de iniciarem em algumas comunidades o processo de escavação. Nossa expectativa é construir até 50% das tecnologias até o final do ano”, explicou Pedro.

No Moxotó, serão construídas 800 cisternas beneficiando os municípios de Arcoverde, Custódia, Betânia, Ibimirim, Inajá,Manari e Sertânia.

Pernambuco Mais Produtivo: Orçado em R$ 165 milhões, o projeto prevê a construção de 15.500 Cisternas Calçadão, de 52 mil litros, mil terreiros de secagem, 150 tanques de pedra, 40 cisternas telhadão, 40 barreiros lonados, 9 seminários regionais e 50 visitas de intercâmbio, ampliando o acesso à água para melhorar a capacidade produtiva no universo de 17.080 sistemas familiares, atendendo aproximadamente 85.400 pessoas. (Blog do Fábio Santos)

Grupo de Danças Luar do Sertão leva cultura para cidades pernambucanas

O grupo de danças Luar do Sertão, daqui de Custódia, leva cultura para diversas cidades no interior pernambucano. Com o tema "Suassunando", em homenagem ao Mestre Ariano Suassuna, o grupo passou por várias cidades como Afogados da Ingazeira, Algodões (distrito de Sertânia), Arcoverde, e também em nossa cidade, no 1º Encontro de Quadrilhas, realizado pela Prefeitura Municipal. O grupo teve grande destaque na cidade de Afogados da Ingazeira, onde a Rainha do Milho (Rafaela Cristina), ganhou troféu de Melhor Destaque, pelo embelezamento, carisma e desenvoltura nos passos. 

O grupo estará no próximo dia 22, quarta-feira, na cidade de Garanhus para participar do Festival de Inverno. O grupo desta vez levará o espetáculo de Dominguinhos, então homenageado pelo festival da cidade.

Blog Juventude de Custódia

Custodienses são homenageados pela Academia de Letras do Brasil região metropolitana de Campinas/SP


Mais um motivo para sentir satisfação e recompensa pelo trabalho realizado, ao longo destes 7 anos, a frente do Blog Custódia Terra Querida.

A Academia de Letras do Brasil - região metropolitana de Campinas/SP, concedeu-me no último dia 8 de julho a Medalha Olavo Bilac, me tornando assim, "Cidadão Acadêmico" com Excelência em gestão. Pelo trabalho desenvolvido através do Blog Custódia Terra Querida, com noticias sobre a nossa cidade, aos nossos conterrâneos distantes.


Outros custodienses foram homenageados, na mesma sessão solene, foram eles:

Fernando Florêncio - Um homem que luta por eternizar a história de seus conterrâneos em ilustres pessoas que fizeram de sua terra um lugar mágico com suas diversas histórias para o mundo, com a publicação de dois livros entitulados FOI ASSIM I e agora FOI ASSIM II.

Fernando Alves - Um jovem artista plástico, que resolve se aventurar pelas ondas de uma rádio, torna-se diretor, e projeta sua voz e de seus companheiros para o mundo, integrado-as através de novas tecnologias criando um MUNDO-NET. Em sendo assim, todos os seus conterrâneos passam a ouvir a PANORAMA FM. Matando a saudade com suas músicas e notícias.

Edjelma Lemos: Pessoas querida que sabe levar através do seu programa de rádio o qual vai ao ar pela PANORAMA FM "Falando ao Coração" levando palavras de amor e carinho, informação, alegria a todos os seus ouvintes fazendo do coração um reencontro entre pessoas.

Parabéns aos demais, e obrigado Francisco Alves, por estas homenagens ao povo de Custódia. Temos orgulho também de você, um custodiense que é motivo de orgulho pela sua trajetória de vida.

Link para Biografia Franciscos Alves: AQUI


Governo de Pernambuco antecipa 50% do 13º salário e injeta R$ 350 milhões na economia do Estado

Na tentativa de amenizar os efeitos da crise que atinge a economia nacional, o Governo de Pernambuco resolveu antecipar para o dia 27 de julho 50% do pagamento do 13º salário dos servidores estaduais. Com a medida, o governo irá desembolsar R$ 350 milhões dos cofres públicos, proporcionando diretamente o aquecimento do nível de atividade econômica no estado.

Com a antecipação de parte do benefício, o calendário de pagamento da folha salarial sofrerá, ao longo do segundo semestre, alteração na sua programação. Os salários do mês de julho serão pagos nos próximos dias 5 e 6 de agosto.


Atualmente, o quadro do funcionalismo público está dividido da seguinte forma: 124 mil ativos (59% da folha), 65 mil aposentados (30%) e 24 mil pensionistas (11%). O novo calendário de pagamento funcionará assim: os aposentados e pensionistas de todos os órgãos serão os primeiros a receber, seguidos pelos demais servidores civis e militares estaduais.

“Em menos de dez dias, todo o funcionalismo público receberá o equivalente a um salário e meio”, ressaltou o secretário de Administração, Milton Coelho, acrescentando que nesse período serão injetados na economia mais de R$ 1 bilhão. “A maior parte dos estados, a exemplo de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Ceará, faz o pagamento dos servidores no começo de cada mês”, pontuou.

Márcio Stefanni, secretário da Fazenda, afirmou que essas ações, além de aquecer a economia, permitem, em tempos de dificuldades financeiras, um melhor equilíbrio nas contas do estado. “Receitas relevantes, como o Fundo de Participação dos Estados (FPE) e o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de grandes contribuintes entram no caixa, entre os dias 30 e 3 de cada mês”, explicou, sobre o motivo para a alteração do calendário.

Outras medidas para garantir o equilíbrio das contas serão implantadas nos próximos dias, segundo o governo, como a nova redução de R$ 300 milhões nas despesas de custeio, além daquelas já anunciadas no início do ano. “É a única forma de manter os compromissos com a população em dia diante da queda na receita no último semestre”, observou Stefanni. Ainda segundo Milton, o provisionamento dos recursos para a segunda parcela do décimo terceiro já está garantido e a data de pagamento está definida para o dia 15 de dezembro deste ano.

Primeiro dia do Cine SESI em Custódia, confira filmes para hoje.

foto: Paulo Peterson

Hoje tem Cinema do SESI em frente a Igreja Matriz, a partir das 18h30. 

Filmes de hoje (dia 17/07): 

Salu e o Cavalo Salu e o Cavalo marinho (curta metragem)

Sinopse: O filme conta a história de Mestre Salustiano. Um dos artistas populares mais famosos do Brasil. Filho do rabequeiro João Salustiano, Salu logo cedo sonha em participar de um grupo de Cavalo Marinho, folquedo típico da região onde mora.

Cine Holliúdy (Longa metragem)

Sinopse: Um filme que se encaixa perfeitamente no já conhecido ótimo clichê da Sessão da Tarde: altas confusões, muitas aventuras e uma galera que se diverte pra valer, mas que ao mesmo tempo consegue ser diferente daquilo ao qual estamos acostumados a assistir. Sob direção de Halder Gomes, Cine Holliúdy é um filme para aqueles que têm sonhos e são apaixonado por cinema.

Quem cresceu no interior jogando bola ou se escondendo da mãe pra brincar mais um pouco e fugir das obrigações da escola, vai ter um motivo a mais para dar risada. Nas palavras do próprio diretor, Cine Holliúdy é "uma homenagem ao cinema, à música e ao Bruce Lee". Um longa que cumpre com excelência o seu papel: divertir o público. E tem coisa melhor? Em tempos de produções caríssimas e grandiosas, Cine Holliúdy sai do Ceará cheio de simplicidade e nos lembra, em 90 minutos, que sempre vale a pena lutar por um sonho e reconhecer o valor das pessoas que nos incentivam a realizá-los. Um filme para o Ceará, para o Brasil e, por que não, para o mundo!

[Opinião] Concurso público é uma máquina de injustiça social

Os concursos públicos no Brasil não foram feitos para escolher os melhores candidatos. Essa é a opinião do professor de Direito da FGV Rio, Fernando Fontainha, crítico voraz do sistema que filtra os ocupantes de cargos públicos no País

Para o acadêmico, a ideologia concurseira que se firmou ajuda a alimentar uma "indústria milionária de cursos preparatórios e um sistema de arrecadação que desvirtuou os processos seletivos".
Boa parte destas críticas está no livro recém-lançado “Processos Seletivos para a Contratação de Servidores Públicos: Brasil, o País dos Concursos”, fruto de uma pesquisa do Centro de Justiça e Sociedade da FGV Direito Rio em parceria com a Universidade Federal Fluminense (UFF). Na obra, Fontainha propõe criar um marco regulatório para mudar radicalmente os critérios de seleção de funcionários públicos no Brasil.
O professor propõe, entre outras ideias, abolir as provas de múltipla escolha e acabar com as taxas de inscrição. No estudo, aparecem exemplos de provas em 20 órgãos federais, entre eles Banco Central, INSS, Polícia Federal e Receita. Para selecionar os candidatos com as competências mais adequadas, Fontainha sugere que a experiência profissional prévia seja requisito básico para inscrever-se no concurso.
iG - Por que, na sua opinião, os concursos públicos não são capazes de selecionar os melhores candidatos?
Fernando Fontainha - Os concursos no Brasil são autocentrados, voltados para si mesmos. Neles, impera a ideologia concurseira, que acontece em enorme prejuízo do serviço público brasileiro, sem dúvida alguma. Eles servem para selecionar os que mais se prepararam para as provas, e não os mais competentes. Isso reflete na qualidade dos serviços públicos no Brasil.
Como você sugere mudar esse sistema?
Existem duas maneiras de se averiguar os candidatos mais competentes: de forma profissional ou acadêmica. Criamos propostas provocativas de um novo marco regulatório, com 10 itens que passam pelo fim das provas de múltipla escolha e pela necessidade de expor as habilidades e competências exigidas pelas carreiras já no edital.
Você propõe acabar com as provas de múltipla escolha. Por quê?
Com certeza, esse tipo de prova não avalia bem o candidato, é uma prova cheia de macetes. Ela averígua capacidades completamente desligadas das competências acadêmicas. Não são provas de múltipla escolha que os alunos estão acostumados a fazer na faculdade e não elas não vão definir o que farão na carreira. As questões de múltipla escolha não avaliam nem competências acadêmicas, nem profissionais. Esse é o problema. Todo mundo sabe como se treina para essas provas em cursinhos. Você pega os truques e técnicas para escapar das pegadinhas.
Deveria haver uma prova prática para substituir o método atual?
Nós sugerimos que sim. Ou prova prática ou requisitos de experiência prévia. O médico do Ministério da Saúde faz apenas uma prova de múltipla escolha para ser admitido. A única exigência é de que ele seja bacharel em medicina. Isso é no mínimo questionável. Mas não quero parecer elitista.
O cargo de técnico do INSS, que pede ensino médio, e que em 2012 recebeu quase um milhão de candidatos, é alguém que fica atrás do balcão atendendo pessoas. Ele é avaliado por uma prova de múltipla escolha, com questões de direito previdenciário, português, informática. Mas a competência fundamental pra prestar um bom atendimento público não é avaliada, apesar de ser fundamental.
A ideia seria selecionar apenas pessoas com alguma experiência prévia?
Seria uma solução muito simples pra diminuir essa quantidade alucinante de inscritos e, com certeza, aumenta as chances de contratar pessoas que vão prestar um bom serviço. Exige que, para se inscrever, a pessoa comprove que tem cinco anos de experiência com atendimento ao público. Isso não é elitista, pelo contrário. Você exige que a pessoa demonstre que durante cinco anos ela foi caixa de supermercado ou balconista de farmácia por exemplo. Aquele sujeito que hoje tem condições de ser liberado para se preparar para os cursinhos não vai poder concorrer ao cargo, por exemplo.
Na sua opinião, os concursos públicos favorecem pessoas de nível social mais elevado?
O concurso público hoje é uma máquina de exclusão social, e não de inclusão. Esse sistema é voltado para quem tem tempo e dinheiro para pagar um bom cursinho. Pra quem pode pagar um bom colégio, que já no ensino médio ministra disciplinas para preparar o seu filho para os concursos da administração pública. Esse é um dos reflexos perversos da ideologia concurseira. Pra fazer cursinho, você precisa ter tempo. E ter tempo é poder não trabalhar. O brasileiro que sai do ensino médio e precisa trabalhar estará concorrendo em desvantagem com alguém que pode ficar só em cursinhos. É uma máquina de injustiça social.
Por que vocês acham necessário eliminar as taxas de inscrição dos concursos?
No Brasil, se acha natural pagar para fazer um concurso público. Mas não é assim em todos os países do mundo. Temos um capítulo no livro que mostra uma comparação com a França, onde ninguém nem compreende dizer que você vai pagar uma taxa para prestar um concurso. É um verdadeiro absurdo por lá, mas aqui é normal.
Mesmo com a taxa, os concursos recebem um grande número de candidatos...
Para essa máquina poder funcionar, é preciso haver um contingente enorme de pessoas que não param de fazer provas, uma atrás da outra. A ideia de vocação, de desejo de um cargo desaparece diante da ideia de que se vai sair fazendo vários concursos por aí, até passar em algum. Isso é ser um concurseiro profissional, faz parte da sua ideologia se inscrever para todos os cargos que puder. Ele não sabe se gostaria de trabalhar com previdência ou ser policial. Mesmo que não queira fazer aquilo da vida, vai pelo salário, pela estabilidade e por outras vantagens que a vida de funcionário público oferece.
Por isso vocês propõem também que o candidato não possa prestar mais de três vezes o mesmo concurso?
Sim. Isso acontece na França. Você só vai se inscrever se achar que tem condições reais de passar. Vai acabar com essa coisa de prestar por prestar. E inverte essa relação de cliente que existe nos concursos. Quando você instaura uma taxa, está privatizando a relação. Por isso é um problema grave no Brasil. O que se discute hoje não é a qualidade do serviço público e do recrutamento, mas o rol de direitos dos concurseiros. Acho que tem que haver esses direitos, mas o foco do concurso é pensar num recrutamento que vai ampliar a qualidade da prestação do serviço público. Esse deveria ser o foco principal.
As bancas examinadoras também precisariam mudar?
Sim. Dependendo do foco, dizemos que todo serviço público precisa ter uma escola profissional. Se você recrutou o candidato, agora tem que formá-lo. A menos que seja um concurso que já recrute profissionais gabaritados no mercado. Pela nossa proposta, metade da banca tem que ser formada por acadêmicos da área. Existem até membros de banca profissionais. A gente propõe que isso acabe. O profissional vai pra a banca e publica um livro que deve ser lido pelos candidatos. O ideal é que se ele participou de uma banca, tem que ficar dois anos sem participar de novo. No caso de um concurso de vocação profissional, que a banca seja composta por profissionais não acadêmicos com pelo menos 10 ou 15 anos de experiência comprovada na área.
Economia IG

[Jailson Vital] Geografia Sentimental da Várzea e alguma história


Prezado Paulo

Lendo o livro Baraúna, escrito por Zé Carneiro, em certa parte destinada à memória da Várzea, ele recomenda como complemento a leitura da minha crônica sobre essa tão importante rua. Lembrei-me então que em certa época houve um problema com o seu servidor de onde "sumiram" várias publicações, entre elas a minha crônica. 

Hoje lembrei-me que tenho um Disco rígido que pertenceu a um notebook e uso eventualmente como backup. Fui procurar e lá estava a minha crônica sobre a Várzea. Aproveitei e fiz um reparo (edição) histórica, consertando um erro de pessoa. 

Diante dessa recomendação de Zé Carneiro, solicito encarecidamente a você, colocar de volta essa crônica na minha "página" do nosso tão querido blog.

Por Jailson Vital de Souza 



vár.zea 

sf 1 Campina cultivada. 2 Planície de grande fertilidade. 3 Terrenos baixos e planos, sem serem alagadiços, que margeiam os rios e ribeirões. 

Se fôssemos definir a Várzea, bairro (?) de Custódia, nos meados dos anos 50, não seria possível encaixá-la exatamente na definição do dicionário citada acima. No entanto a definição não é de todo inapropriada. Naqueles anos a Várzea começava no pé da ladeira (que ia do prédio do Forum onde hoje é a Biblioteca Municipal até onde hoje é a casa construída pelo Sr. Luiz Amaral) e terminava na casa do sítio de dona Izaque Lopes. 

Havia um espaço entre o pé da ladeira e a casa do sêo “Pedrinho da banca”, que não tinha nenhuma construção. Não havia ainda o clube, e os alicerces da casa do sêo Luiz Amaral foram erguidos alguns anos mais tarde. Esse espaço é que em alguma época de grandes chuvas poderia se assemelhar a uma várzea, pois corria aí um riacho que vinha das terras mais altas do sêo João Miro e barrado pela estrada da várzea inundava as terras a montante. 

Havia na estrada uma pontezinha de madeira sob a qual o riacho se metia para logo depois se espraiar por todo o espaço onde hoje é o clube, tomando o nosso campo de futebol, “a grama”, invadindo o sítio de dona Nita Remígio onde aguava os altos coqueiros, o canavial e as mangueiras da manga rosa mais cheirosa e saborosa que eu já chupei, passava por baixo da ponte da BR 232 e ganhava a Mata Verde. Aqui faço um parágrafo para explicar que a BR 232 nessa época passava pelo cemitério, pela Av. Inocêncio Lima (A Bomba) e seguia por onde hoje é a rodoviária. 

Não volto ainda ao ponto onde deixei a narrativa. Volto devagar e demoro-me um pouco na “grama” e aí me vejo jogando bola, embora fosse um perna de pau, pois sendo asmático não tinha muito fôlego para correr atrás dela, mas me vejo jogando pião, bola de gude, enterrando ferrinho, derrubando “pitelo” de castanha de caju ou prendendo besouro em caixa de fósforo para ouvir o zumbido dele tentando se soltar. Era a “grama” também o palco das “rolétas” como eram chamadas as brigas em que os parceiros se agarravam um tentando derrubar o outro, brigas essas muitas vezes incentivadas pelos companheiros para se divertirem. 

Pronto, retomemos a narrativa a partir da casa do sêo Pedrinho que ficava no lado direito da rua. Desse ponto em diante havia casas dos dois lados. Permitam-me citar como referências algumas pessoas do meu conhecimento e das minhas lembranças que moravam lá, assim como algumas construções. Após a casa do sêo Pedrinho morava a minha primeira professora, dona Alexandrina, a família de sêo Abílio Moura (Abílio “cacundo”) e havia algumas casas antes de se chegar à casa de força do grupo gerador, motor como chamávamos, que fornecia energia elétrica a toda Custódia. Além de energia o “motor” fornecia também um barulho ensurdecedor à vizinhança. Barnabé o encarregado de seu funcionamento deve ter terminado os seus dias, surdo. 

Logo depois do “motor” havia duas construções que merecem ser citadas. Do lado esquerdo o posto de saúde e do direito o dispensário. O dispensário deveria ser uma entidade destinada a abrigar indigentes. No entanto ficou apenas na intenção, pois a construção se resumiu aos alicerces, à fachada e dois quartos, um de cada lado da fachada. Em um dos quartos morava “Maria doida” e no outro um maluco do qual não me lembro o nome (Luiz?, Catrevagem?), mas que se irritava quando a meninada fazia a pergunta: onde está a guerra ? Ele respondia: a guerra tá embaixo do chão e depois corria e atirava pedra na meninada. 

Diante da inusitada pergunta e da resposta não sei bem se o maluco ficava atrás da pedra ou estava correndo à frente dela. Atrás do dispensário, um pouco mais afastado ficava o “cemitério velho”, abandonado e com muitas lápides de suas sepulturas quebradas deixando à mostra as ossadas. Depois do dispensário havia um espaço sem casas para depois recomeçar. Desse lado morava a família do marceneiro sêo Lunga e dona Lindalva que eram vizinhos dos meus pais, sêo Zé Vital e dona Jandira. No lado esquerdo havia a marcenaria do sêo Lunga, a casa de Adamastor e de sêo Catonho Florêncio. Ficava desse lado também um casarão de cumeeira alta onde morava Antuza. 

Ao lado do casarão tinha uma estrada que conduzia aos fundos deste e à porteira de entrada do sítio de dona Nita. Faço aqui uma pausa para prestar homenagem a um morador do sítio de dona Nita que era personagem das festas religiosas de Custódia. Zé Biá era exímio flautista que com seu pífano de taboca acompanhado por companheiros no zabumba, triângulo e outro pífano fazendo segunda voz animava as festas. Retorno mais uma vez a descrever a Várzea. 

Depois do casarão, do lado esquerdo, recordo que tinha apenas uma pequena bodega e um largo espaço sem construções antes de chegar ao chafariz de sêo Duda do Banheiro. O chafariz ou banheiro como também era chamado era um prédio com uma grande caixa d’água que era abastecida de um cacimbão construído ali mesmo. A fachada enegrecida parecia ter levado uma mão de cal apenas na inauguração sabe-se lá quantos anos atrás. Dela saiam duas grossas torneiras de ferro que jorravam a água para as latas de 20 litros dos que lá iam se abastecer. Pagavam cada lata d’água com uma fichinha de flandres marcada a punção que haviam comprado antes. Dentro do prédio havia vários banheiros igualmente sujos e de chão escorregadio, onde muitos homens iam tomar seu banho semanal. Pagavam igualmente com uma fichinha. Fazendo outra pausa nessa caminhada esclareço que sêo Duda do Banheiro não é o mesmo que sêo Duda Ferraz. 

Este poderia ser considerado um multi-empresário da sua época. Atuava como mecânico dando suporte à manutenção do grupo gerador que fornecia energia à cidade, juntamente com seu filho Adamastor e Zé de Isaías. no ramo do entretenimento (Parque de diversão, constituído de canoas e carrossel que ele e novamente com Adamastor, construíam) e no ramo da comunicação (Serviço de alto-falantes: Difusora Duas Américas). Embora atuasse nessas 3 frentes, não tinha sequer 1 empregado. Trabalhavam para ele o filho Adamastor e 3 filhas. Sêo Duda Ferraz morava próximo à “grama”, na fronteira entre a Várzea e a rua “de baixo”. 

Bom, voltemos a caminhar, porém agora do lado direito da rua pois do lado esquerdo depois do chafariz não tinha mais nada, era somente roça. Depois da minha casa havia somente umas 4 casas antes de começar o muro que cercava uma fábrica abandonada. Tinha uma chaminé alta, vários tanques e montes do que parecia um pó grosso de madeira, de uma cor avermelhada que chamávamos de tanino. Provavelmente tinha sido um curtume que algum tempo depois foi reativado por sêo “Manuel do curtume” um viúvo, pai da bela morena Jandira. 

Depois do curtume havia igualmente no lado direito, um grande vazio para depois surgir o sítio do sêo Zé Major, um senhor moreno, alto e cego que criava vacas e vendia leite para a população. Depois do sítio de sêo Zé Major tinha umas poucas casas onde morava sêo Fantim Simões pai de Totonho e onde chegado de Betânia veio morar também sêo Anfilófio pai de uma penca de filhos entre os quais Tadeu, Maristela e Célia. Daí para diante era somente vazio até chegar a casa de dona Izaque Lopes. Hoje para vencer essa distância entre o pé da ladeira e a casa de dona Izaque é um pulo. Naquela época era uma viagem com algumas aventuras no meio. Eu com certeza tive as minhas. 

Vitória – ES, 07 de setembro de 2007

16 de julho de 2015

23 municípios do Sertão Pernambucano serão contemplados com o Projeto Pernambuco Mais Produtivo. Custódia está na lista!


Equipe técnica da ONG Centro de Educação Comunitária Rural (Cecor) se prepara para iniciar a construção de 2.025 cisternas calçadão de 52 mil litros em 23 municípios dos Sertões Pajeú e Moxotó. A iniciativa faz parte do Projeto Pernambuco Mais Produtivo, por meio da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária do governo do Estado (SARA), a partir de convênio com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), em parceria com a Articulação Semiárido Brasileiro (ASA).

De acordo com o coordenador do projeto, Pedro Barbosa dos Anjos, a equipe já está bem adiantada. “Alguns técnicos estão cadastrando as famílias, outros ministrado os cursos de capacitação, além de iniciarem em algumas comunidades o processo de escavação. Nossa expectativa é construir até 50% das tecnologias até o final do ano”, explicou Pedro.

No Pajeú, serão construídas 1.225 cisternas, contemplando os municípios de Afogados da Ingazeira, Carnaíba, Flores, Iguaracy, Itapetim, Quixaba, Santa Cruz da Baixa Verde, Santa Terezinha, Serra Talhada, Solidão, Tabira, Triunfo, Tuparetama, Ingazeira, São José do Egito e Brejinho; enquanto no Moxotó, serão 800 cisternas para os municípios de Sertânia,Arcoverde, Custodia, Betânia, Ibimirim, Inajá e Manari.

Pernambuco Mais Produtivo: O Projeto tem a meta de construir 15.500 cisternas calçadão e outras tecnologias sociais como barreiros lonados, cisternas telhadão e de enxurrada, além de tanques de pedra no estado de Pernambuco.

Tribunal “alerta” prefeituras para cobrar os impostos de sua competência



O TCE aprovou nesta quarta-feira (15), na reunião do Pleno, a emissão de um “Alerta” às prefeituras de Pernambuco para a obrigatoriedade de cumprimento do artigo 11 da Lei de Responsabilidade Fiscal que trata da cobrança dos tributos municipais.

Segundo o texto do artigo, “constituem requisitos essenciais da responsabilidade na gestão fiscal a instituição, previsão e efetiva arrecadação de todos os tributos da competência constitucional do ente da Federação”.

A expedição do “Alerta” foi recomendada pela Coordenadoria de Controle Externo, que fez um estudo da arrecadação, pelas prefeituras, de todos os tributos municipais, bem como da dívida ativa tributária, com base nas prestações de contas de 2013 e 2014, concluindo que muitas delas tiveram receitas irrisórias ou inexistentes em relação a IPTU, ISS, ITBI e COSIP (contribuição para o custeio de iluminação pública).

EFETIVIDADE - Segundo o presidente Valdecir Pascoal, que se propôs a apresentar o levantamento na sede da Amupe (Associação Municipalista de Pernambuco) para melhor debater a matéria com as prefeituras, em tempo de crise fiscal os prefeitos devem dar efetividade ao artigo 11 da LRF para aumentar sua receita própria.

Com base nas contas de 2014, o TCE verificou que a receita própria dos municípios cresceu 16,21% em comparação com o exercício anterior, mas poderia ter crescido mais se os impostos municipais fossem efetivamente arrecadados. Constatou também que 41 dos 184 municípios tiveram queda de receita própria em relação ao ano anterior, que 35 não arrecadaram nada de sua dívida ativa e que 43 não arrecadaram a contribuição para o custeio de iluminação pública.

“Este ‘Alerta’ é para mostrar aos gestores municipais que, além de um dever, eles têm uma ferramenta à sua disposição para aumentar a receita própria, reduzindo a dependência do governo federal. É preciso deixar claro que isso não implica aumento da carga tributária e pode contribuir para reduzir o percentual de comprometimento da receita com a folha de pessoal. É preciso fazer o dever de casa diante de tantos compromissos que têm as prefeituras. E a existência de municípios de pequeno porte que conseguem ter uma atuação eficiente nessa cobrança é a prova de que os outros também podem. Deixar de cobrar os impostos daqueles que podem e devem, a exemplo do IPTU ou ITBI, é onerar ainda mais o cidadão mais pobre, que não tem como escapar dos tributos indiretos quando adquirem algum produto, por exemplo", disse o presidente do TCE.

MONITORAMENTO – Segundo Valdecir Pascoal, o TCE vai monitorar o desempenho da arrecadação própria dos municípios nas contas de governo futuras.

Confira aqui o Ofício de Alerta 
Confira aqui o Estudo da Receita arrecadada em 2014
Confira aqui as Receitas Municipais de 2013 e 2014

Gerência de Jornalismo (GEJO), 15/07/2015

Prefeito Luiz Carlos participa do Programa Ponto de Impacto na Custódia FM.


O programa ponto de Impacto comemorou o seu 4º ano entrevistando, Políticos, Comerciantes, Religiosos, Artistas, Profissionais Liberais e Personalidades do Município e a nível Estadual e Nacional. Comandado pelo Radialista intelectual Ronaldo Elesbão que sempre abrangeu temas que causam grande repercussão no meio social. 

Hoje ele recebeu nos estúdios da rádio Custodia FM o Prefeito Luiz Carlos Gaudêncio. Durante a entrevista foram debatidos vários assuntos como Saúde, Educação, Cultura, Assistência Social, Funcionalismo Público, Obras e outros. 

Na avaliação dos ouvintes a grande maioria disse que o prefeito saiu-se muito bem respondendo de maneira transparente e verdadeira a todos as perguntas feitas tanto pelo entrevistador (Ronaldo Elesbão) como pelos ouvintes que participaram através do telefone que durante todo programa ficou disponível para que os mesmos fizessem perguntas. 

O programa foi o mais extenso já realizado pela emissora com duração de mais de 2hs. 

Logo após o término fiz a pergunta ao Prefeito de como ele avaliava a sua participação no programa “acho que atendi as expectativas dos munícipes que acompanharam essa entrevista, fui claro, sem mentiras, sem fantasias, e muito objetivo quando fui perguntado. Mostrei a evolução da minha administração em todas as áreas, mostrei também a situação ruim do município quando assumi a gestão com dividas que ultrapassavam os R$ 12.000.000,00 (Doze Milhões de Reais) tive a humildade de ouvir atenciosamente as reclamação dos ouvintes e quero dizer aos mesmos que os problemas apresentados que são de responsabilidade do município serão resolvidos o mais urgente possível e esclareci várias dúvidas da população. Quero desde já agradecer a Ronaldo Elesbão e toda equipe que faz a Rádio Custódia FM por proporcionar a oportunidade de estar junto ao povo Custodiense através das ondas sonoras que chegam aos pontos mais longínquos do nosso município e dizer que estou à disposição da população hoje e sempre” concluiu o Prefeito Luiz Carlos. 

Estavam presentes além do Prefeito o Sec. de Obras e Urbanismo Joãozito Moura o Sec. de Administração Cristiano Teixeira Dantas, o Sec. Meio Ambiente Domingues Rodrigues, o Sec. de Agricultura Luciano Lira, o Diretor de Impressa Cléber Santos o Diretor de Esportes Cristomeres Lira o Diretor de Meio Ambiente Chiquinho Eliseu e o Vereador Nidinho de Biu.

André Brasiliano ASCOM-PMC